Fernando Gabeira

Começou sua carreira jornalística como repórter no Jornal do Brasil. Em 1970, preso em São Paulo pela ditadura militar, foi para o exílio e passou por vários países, entre eles o Chile, a Suécia e a Itália.

Em 1979, ano em que retornou ao Brasil, Gabeira voltou a atuar como jornalista e escritor.

Foi candidato ao governo do Rio de Janeiro em 1986. Foi eleito deputado federal em 1994 e reeleito em 1998 e em 2002.

Gabeira dedicou-se a uma intensa produção literária, construindo as primeiras análises críticas da luta armada e impulsionando discussões sobre temas como as liberdades individuais e a ecologia. Livros como O crepúsculo do macho, Entradas e bandeiras, Hóspede da utopia, Nós que amávamos tanto a revolução e Vida alternativa apontaram novos horizontes no campo das mentalidades e colocaram na berlinda uma série de velhos conceitos da vida brasileira.

Livros do autor