Livro
Livro
AUTOAJUDA

Isso me traz alegria

Isso me traz alegria

MARIE KONDO

Um guia ilustrado da mágica da arrumação

Um guia ilustrado da mágica da arrumação

Autora do livro que inspirou a série Ordem na casa.

 

A japonesa Marie Kondo revolucionou casas – e vidas – após lançar, em 2015, A mágica da arrumação. Seu método sensível de organização se tornou um estrondoso sucesso ao redor do mundo.

Agora, Marie se aprofunda no tema e lança Isso me traz alegria, um guia ilustrado que ensina passo a passo como arrumar da forma mais eficiente possível cada cômodo da casa: do quarto ao banheiro, da sala à cozinha.

Cheio de dicas práticas e explicações detalhadas, o livro ensina como guardar cada tipo de roupa, documento e utensílio, como arrumar armários, armazenar alimentos, organizar maquiagens, CDs e fotografias, como envolver as crianças no processo e muito mais.

Respondendo às principais dúvidas dos seus clientes e leitores, Marie aborda temas que ficaram de fora do livro anterior e reafirma a etapa mais importante do seu método: descobrir, entre tudo aquilo que está à sua volta, o que realmente lhe traz alegria – e descartar o restante.

Autora do livro que inspirou a série Ordem na casa.

 

A japonesa Marie Kondo revolucionou casas – e vidas – após lançar, em 2015, A mágica da arrumação. Seu método sensível de organização se tornou um estrondoso sucesso ao redor do mundo.

Agora, Marie se aprofunda no tema e lança Isso me traz alegria, um guia ilustrado que ensina passo a passo como arrumar da forma mais eficiente possível cada cômodo da casa: do quarto ao banheiro, da sala à cozinha.

Cheio de dicas práticas e explicações detalhadas, o livro ensina como guardar cada tipo de roupa, documento e utensílio, como arrumar armários, armazenar alimentos, organizar maquiagens, CDs e fotografias, como envolver as crianças no processo e muito mais.

Respondendo às principais dúvidas dos seus clientes e leitores, Marie aborda temas que ficaram de fora do livro anterior e reafirma a etapa mais importante do seu método: descobrir, entre tudo aquilo que está à sua volta, o que realmente lhe traz alegria – e descartar o restante.

Compre agora:

Ficha técnica
Lançamento 08/06/2016
Título original SPARK JOY
Tradução SPARK JOY
Formato 14 x 21 cm
Número de páginas 272
Peso 180 g
Acabamento BROCHURA
ISBN 978-85-431-0375-4
EAN 9788543103754
Preço R$ 34,90
Ficha técnica e-book
eISBN 9788543103754
Preço R$ 19,99
Lançamento 08/06/2016
Título original SPARK JOY
Tradução SPARK JOY
Formato 14 x 21 cm
Número de páginas 272
Peso 180 g
Acabamento BROCHURA
ISBN 978-85-431-0375-4
EAN 9788543103754
Preço R$ 34,90

E-book

eISBN 9788543103754
Preço R$ 19,99

Leia um trecho do livro

Prefácio

A vida só começa, de fato, depois que você organiza sua casa. Esta é a razão de eu ter dedicado grande parte de minha existência ao estudo da arrumação. Quero ajudar o máximo de pessoas possível a se organizar de uma vez por todas.

Mas arrumar não significa simplesmente descartar tudo. Longe disso. Apenas quando sabemos escolher as coisas que nos trazem alegria é que conseguimos alcançar nosso estilo de vida ideal.

Se você tem certeza de que algum objeto lhe proporciona alegria, guarde-o, sem levar em consideração a opinião de qualquer outra pessoa. Por mais imperfeito e trivial que ele possa parecer, quando você o utiliza com cuidado e respeito, transforma-o em algo inestimável. À medida que esse processo de seleção se repete, você aumenta sua sensibilidade à satisfação. Da mesma forma, esse processo não somente acelera seu ritmo de arrumação, como também aprimora sua capacidade de tomar decisões em todas as áreas da vida. Cuidar bem de suas coisas faz com que você cuide bem de si mesmo.

O que lhe traz alegria? E o que não traz?

As respostas a estas perguntas são fundamentais. Estou convencida de que a perspectiva que se ganha por meio desse entendimento representa a força motivacional que pode fazer brilhar não apenas o seu estilo de vida, mas também seu dia a dia.

Algumas pessoas me disseram que ficaram praticamente sem nada após descartar os objetos que não lhes traziam alegria e que, então, não souberam o que fazer. Essa reação é comum quando a arrumação das roupas termina. Se isso acontecer com você, não desanime. O importante é ter percebido a sensação. A verdadeira tragédia é viver sem nada que lhe traga contentamento e nunca notar isso. Quando a arrumação termina, você pode começar a imprimir um novo vigor à sua casa e à sua existência.

Somente duas competências são necessárias para ser bem-sucedido na organização de sua casa: (1) a capacidade de manter o que lhe dá alegria e de jogar fora o restante e (2) a capacidade de decidir onde manter cada objeto escolhido, sempre recolocando-o em seu devido lugar após o uso.

O mais importante na arrumação não é decidir o que descartar, e sim o que manter em sua vida. Espero que a mágica da arrumação ajude você a criar um futuro brilhante e prazeroso.

Introdução: O Método KonMari

“Marie, existe um guia ilustrado que explique seu método de arrumação da mesma forma que você faz em suas aulas?”

Nem sei quantas vezes me fizeram esta pergunta. Minha resposta foi sempre igual: “Você não precisa de um guia, pois o sucesso depende 90% da sua forma de pensar.” Não importa a quantidade de conhecimento que se pode acumular. Se você não mudar sua maneira de pensar, vai fazer tudo novamente. O que estou tentando compartilhar como consultora de arrumação não é um mero método de organização, e sim uma abordagem que permitirá que você aprenda como arrumar. Acredito que, para chegar a esse ponto, é necessário algo parecido com um tratamento de choque.

É verdade que, quando as pessoas se dispõem a fazer uma arrumação, talvez precisem de instruções mais detalhadas. Para quem está no meio do processo de organização, então, o que pode ser mais útil do que um guia ilustrado? No entanto, para quem ainda não se convenceu da importância dessa mudança, um livro desse tipo pode acabar piorando as coisas. Nesse sentido, este guia ilustrado poderia ser comparado a um livro de informações proibidas.

Portanto, permita-me fazer uma pergunta direta: Você está empenhado em concluir o evento especial e único de arrumar sua casa? Se sua resposta for “sim”, por favor, vá em frente e leia este livro. Mesmo que já tenha terminado sua campanha de arrumação, as dicas para fazer com que sua casa lhe traga alegria podem ser muito proveitosas. Se sua resposta for “não”, leia meu primeiro livro, A mágica da arrumação. Se já o leu e ainda não se dispôs a arregaçar as mangas, leia de novo, porque é provável que algo, mesmo que um pequeno detalhe, tenha impedido você de colocar as coisas em ordem.

Este guia ilustrado é uma compilação abrangente da prática do meu método, que chamo de KonMari. Pode ser muito útil para quem se comprometeu a arrumar tudo de uma vez por todas, e espero que você o leia da primeira à última página. Para aqueles que só organizaram até certo ponto e querem mais detalhes, ele vai funcionar como uma “Enciclopédia da Arrumação”. Sinta-se à vontade para ir direto às seções relevantes sempre que precisar saber como determinadas tarefas devem ser feitas. Também incluí respostas a diversas perguntas que recebi dos leitores de A mágica da arrumação. Para quem não quer conhecer minhas histórias pessoais e está sem paciência para entender os fundamentos da arrumação, este livro pode ser a solução.

Então, preparado? Não se esqueça de que o “deus da arrumação” está sempre ao seu lado, desde que você esteja comprometido a realizá-la.

As seis leis básicas da arrumação

O processo de organização no qual você está prestes a embarcar não busca que você ordene sua casa ou improvise uma arrumação para receber visitas. De certa forma, você está a ponto de arrumar sua casa de uma maneira que irá trazer alegria à sua vida e mudá-la para sempre.

Quando você utiliza o Método KonMari, acaba passando por diversas mudanças. Primeiro, ao terminar a organização de uma vez por todas, nunca mais volta a viver na bagunça. Você também identifica com clareza seus valores e o que deseja fazer. E consegue tomar conta de seus pertences, sentindo, dia a dia, grande felicidade. A chave do sucesso é fazer isso de maneira rápida e definitiva, de uma tacada só.

Ao experimentar a sensação de ter a casa completamente arrumada no verdadeiro sentido da expressão, você nunca mais vai querer voltar à bagunça, e a força desse sentimento fará com que mantenha tudo em ordem.

1. Comprometa-se a arrumar

O Método KonMari pode parecer um pouco radical. De fato, ele exige tempo e empenho. Porém, se você escolheu este livro com a séria intenção de fazer uma boa tentativa de arrumar tudo, por favor, continue lendo. Acredite em si mesmo. Ao decidir organizar, tudo o que precisa fazer é aplicar o método correto.

2. Imagine o estilo de vida ideal

Pense no tipo de casa em que você quer morar e na maneira como deseja viver nela. Em outras palavras, descreva o seu estilo de vida ideal. Se gosta de desenhar, faça um esboço. Se prefere escrever, relate num bloco de anotações. Recortar fotos de revistas também é uma opção.

Você preferiria começar a arrumar logo, não é? É exatamente por isso que tantas pessoas passam por recaídas após a arrumação. Quando você imagina o seu estilo de vida ideal, está na realidade esclarecendo o motivo de querer arrumar as coisas, bem como identificando o ambiente que deseja para si assim que tiver terminado. O processo de arrumação representa uma gigantesca transformação em seu cotidiano. Portanto, considere seriamente o modo de vida dos seus sonhos.

3. Em primeiro lugar, termine o descarte

Uma característica das pessoas que não conseguem terminar de arrumar é que elas tentam guardar tudo, sem se livrar de nada. Quando as coisas são enfiadas em qualquer lugar, a casa parece em ordem, mas apenas de forma superficial. Se gavetas, cômodas e armários estão cheios de itens desnecessários, será impossível mantê-los organizados e isso inevitavelmente levará a uma recaída.

O segredo do sucesso na arrumação é, primeiro, terminar o descarte. Você só poderá planejar onde colocar suas coisas quando tiver decidido o que manter e o que repassar, porque só então terá uma noção exata de quanto precisa guardar.

Pensar sobre onde pôr as coisas ou se preocupar se vai caber tudo servirá apenas para distrair você do trabalho de se livrar dos excessos, que acaba nunca se encerrando. Para evitar essa perda de tempo, lembre-se de que aquilo que será descartado não deve voltar a ser guardado. Deixe de lado e concentre-se na próxima categoria. Esse é o segredo para realizar a tarefa -rápido.

4. Organize por categoria, não por localização

Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem é arrumar cômodo por cômodo. Esta abordagem não funciona porque elas acham que organizaram a casa quando, na realidade, apenas deslocaram as coisas de um lugar para outro ou espalharam itens da mesma categoria pela casa, tornando impossível ter a noção exata da quantidade de coisas que de fato possuem.

A abordagem correta é arrumar por categoria. Por exemplo, quando ordenar a categoria roupas, o primeiro passo é juntar todos os itens de vestuário da casa inteira num único lugar. Isso permite ver de modo objetivo a quantidade de roupa que se tem. Diante da enorme montanha que se formar, você será forçado a reconhecer que não vem tratando bem os seus pertences. É muito importante descobrir a quantidade real de itens de cada categoria.

5. Siga a ordem correta

É essencial não apenas organizar por categorias como também seguir a ordem correta, que é: roupas, livros, papelada, komono (itens diversos) e, por fim, itens de valor sentimental.

Alguma vez você já encontrou fotos antigas enquanto fazia uma arrumação e passou horas olhando para elas? Esse é um erro muito comum, que demonstra com clareza a necessidade de ter uma ordem correta de arrumação, que é planejada especificamente para ajudar você a aperfeiçoar sua capacidade de distinguir o que lhe traz alegria. Roupas são ideais para praticar essa técnica, enquanto fotografias e outros itens de valor sentimental são exemplos do que não deve ser tocado até que você tenha aperfeiçoado a técnica.

6. Pergunte a si mesmo se isso lhe traz alegria

O critério para decidir o que manter e o que descartar é concluir se o item traz ou não alegria. Enquanto decide, é importante tocar o objeto. Segure-o firme com as duas mãos, como se conversasse com ele. Preste muita atenção à maneira como seu corpo reage no momento em que você faz isso. Se algo lhe trouxer alegria, você sentirá uma leve emoção, como se as células de seu corpo estivessem acordando. Se não lhe trouxer alegria, no entanto, você perceberá seu corpo ficar mais pesado.

Lembre-se de que você não está escolhendo o que descartar, e sim o que manter. Guarde apenas o tipo de coisa que lhe dá felicidade. E, ao se desvencilhar daquilo que já não lhe satisfaz, não se esqueça de agradecer antes de se despedir. Ao se desapegar de coisas que faziam parte de sua vida com um sentimento de gratidão, você demonstra seu reconhecimento e o desejo de cuidar melhor de si mesmo.

Prefácio

A vida só começa, de fato, depois que você organiza sua casa. Esta é a razão de eu ter dedicado grande parte de minha existência ao estudo da arrumação. Quero ajudar o máximo de pessoas possível a se organizar de uma vez por todas.

Mas arrumar não significa simplesmente descartar tudo. Longe disso. Apenas quando sabemos escolher as coisas que nos trazem alegria é que conseguimos alcançar nosso estilo de vida ideal.

Se você tem certeza de que algum objeto lhe proporciona alegria, guarde-o, sem levar em consideração a opinião de qualquer outra pessoa. Por mais imperfeito e trivial que ele possa parecer, quando você o utiliza com cuidado e respeito, transforma-o em algo inestimável. À medida que esse processo de seleção se repete, você aumenta sua sensibilidade à satisfação. Da mesma forma, esse processo não somente acelera seu ritmo de arrumação, como também aprimora sua capacidade de tomar decisões em todas as áreas da vida. Cuidar bem de suas coisas faz com que você cuide bem de si mesmo.

O que lhe traz alegria? E o que não traz?

As respostas a estas perguntas são fundamentais. Estou convencida de que a perspectiva que se ganha por meio desse entendimento representa a força motivacional que pode fazer brilhar não apenas o seu estilo de vida, mas também seu dia a dia.

Algumas pessoas me disseram que ficaram praticamente sem nada após descartar os objetos que não lhes traziam alegria e que, então, não souberam o que fazer. Essa reação é comum quando a arrumação das roupas termina. Se isso acontecer com você, não desanime. O importante é ter percebido a sensação. A verdadeira tragédia é viver sem nada que lhe traga contentamento e nunca notar isso. Quando a arrumação termina, você pode começar a imprimir um novo vigor à sua casa e à sua existência.

Somente duas competências são necessárias para ser bem-sucedido na organização de sua casa: (1) a capacidade de manter o que lhe dá alegria e de jogar fora o restante e (2) a capacidade de decidir onde manter cada objeto escolhido, sempre recolocando-o em seu devido lugar após o uso.

O mais importante na arrumação não é decidir o que descartar, e sim o que manter em sua vida. Espero que a mágica da arrumação ajude você a criar um futuro brilhante e prazeroso.

Introdução: O Método KonMari

“Marie, existe um guia ilustrado que explique seu método de arrumação da mesma forma que você faz em suas aulas?”

Nem sei quantas vezes me fizeram esta pergunta. Minha resposta foi sempre igual: “Você não precisa de um guia, pois o sucesso depende 90% da sua forma de pensar.” Não importa a quantidade de conhecimento que se pode acumular. Se você não mudar sua maneira de pensar, vai fazer tudo novamente. O que estou tentando compartilhar como consultora de arrumação não é um mero método de organização, e sim uma abordagem que permitirá que você aprenda como arrumar. Acredito que, para chegar a esse ponto, é necessário algo parecido com um tratamento de choque.

É verdade que, quando as pessoas se dispõem a fazer uma arrumação, talvez precisem de instruções mais detalhadas. Para quem está no meio do processo de organização, então, o que pode ser mais útil do que um guia ilustrado? No entanto, para quem ainda não se convenceu da importância dessa mudança, um livro desse tipo pode acabar piorando as coisas. Nesse sentido, este guia ilustrado poderia ser comparado a um livro de informações proibidas.

Portanto, permita-me fazer uma pergunta direta: Você está empenhado em concluir o evento especial e único de arrumar sua casa? Se sua resposta for “sim”, por favor, vá em frente e leia este livro. Mesmo que já tenha terminado sua campanha de arrumação, as dicas para fazer com que sua casa lhe traga alegria podem ser muito proveitosas. Se sua resposta for “não”, leia meu primeiro livro, A mágica da arrumação. Se já o leu e ainda não se dispôs a arregaçar as mangas, leia de novo, porque é provável que algo, mesmo que um pequeno detalhe, tenha impedido você de colocar as coisas em ordem.

Este guia ilustrado é uma compilação abrangente da prática do meu método, que chamo de KonMari. Pode ser muito útil para quem se comprometeu a arrumar tudo de uma vez por todas, e espero que você o leia da primeira à última página. Para aqueles que só organizaram até certo ponto e querem mais detalhes, ele vai funcionar como uma “Enciclopédia da Arrumação”. Sinta-se à vontade para ir direto às seções relevantes sempre que precisar saber como determinadas tarefas devem ser feitas. Também incluí respostas a diversas perguntas que recebi dos leitores de A mágica da arrumação. Para quem não quer conhecer minhas histórias pessoais e está sem paciência para entender os fundamentos da arrumação, este livro pode ser a solução.

Então, preparado? Não se esqueça de que o “deus da arrumação” está sempre ao seu lado, desde que você esteja comprometido a realizá-la.

As seis leis básicas da arrumação

O processo de organização no qual você está prestes a embarcar não busca que você ordene sua casa ou improvise uma arrumação para receber visitas. De certa forma, você está a ponto de arrumar sua casa de uma maneira que irá trazer alegria à sua vida e mudá-la para sempre.

Quando você utiliza o Método KonMari, acaba passando por diversas mudanças. Primeiro, ao terminar a organização de uma vez por todas, nunca mais volta a viver na bagunça. Você também identifica com clareza seus valores e o que deseja fazer. E consegue tomar conta de seus pertences, sentindo, dia a dia, grande felicidade. A chave do sucesso é fazer isso de maneira rápida e definitiva, de uma tacada só.

Ao experimentar a sensação de ter a casa completamente arrumada no verdadeiro sentido da expressão, você nunca mais vai querer voltar à bagunça, e a força desse sentimento fará com que mantenha tudo em ordem.

1. Comprometa-se a arrumar

O Método KonMari pode parecer um pouco radical. De fato, ele exige tempo e empenho. Porém, se você escolheu este livro com a séria intenção de fazer uma boa tentativa de arrumar tudo, por favor, continue lendo. Acredite em si mesmo. Ao decidir organizar, tudo o que precisa fazer é aplicar o método correto.

2. Imagine o estilo de vida ideal

Pense no tipo de casa em que você quer morar e na maneira como deseja viver nela. Em outras palavras, descreva o seu estilo de vida ideal. Se gosta de desenhar, faça um esboço. Se prefere escrever, relate num bloco de anotações. Recortar fotos de revistas também é uma opção.

Você preferiria começar a arrumar logo, não é? É exatamente por isso que tantas pessoas passam por recaídas após a arrumação. Quando você imagina o seu estilo de vida ideal, está na realidade esclarecendo o motivo de querer arrumar as coisas, bem como identificando o ambiente que deseja para si assim que tiver terminado. O processo de arrumação representa uma gigantesca transformação em seu cotidiano. Portanto, considere seriamente o modo de vida dos seus sonhos.

3. Em primeiro lugar, termine o descarte

Uma característica das pessoas que não conseguem terminar de arrumar é que elas tentam guardar tudo, sem se livrar de nada. Quando as coisas são enfiadas em qualquer lugar, a casa parece em ordem, mas apenas de forma superficial. Se gavetas, cômodas e armários estão cheios de itens desnecessários, será impossível mantê-los organizados e isso inevitavelmente levará a uma recaída.

O segredo do sucesso na arrumação é, primeiro, terminar o descarte. Você só poderá planejar onde colocar suas coisas quando tiver decidido o que manter e o que repassar, porque só então terá uma noção exata de quanto precisa guardar.

Pensar sobre onde pôr as coisas ou se preocupar se vai caber tudo servirá apenas para distrair você do trabalho de se livrar dos excessos, que acaba nunca se encerrando. Para evitar essa perda de tempo, lembre-se de que aquilo que será descartado não deve voltar a ser guardado. Deixe de lado e concentre-se na próxima categoria. Esse é o segredo para realizar a tarefa -rápido.

4. Organize por categoria, não por localização

Um dos erros mais comuns que as pessoas cometem é arrumar cômodo por cômodo. Esta abordagem não funciona porque elas acham que organizaram a casa quando, na realidade, apenas deslocaram as coisas de um lugar para outro ou espalharam itens da mesma categoria pela casa, tornando impossível ter a noção exata da quantidade de coisas que de fato possuem.

A abordagem correta é arrumar por categoria. Por exemplo, quando ordenar a categoria roupas, o primeiro passo é juntar todos os itens de vestuário da casa inteira num único lugar. Isso permite ver de modo objetivo a quantidade de roupa que se tem. Diante da enorme montanha que se formar, você será forçado a reconhecer que não vem tratando bem os seus pertences. É muito importante descobrir a quantidade real de itens de cada categoria.

5. Siga a ordem correta

É essencial não apenas organizar por categorias como também seguir a ordem correta, que é: roupas, livros, papelada, komono (itens diversos) e, por fim, itens de valor sentimental.

Alguma vez você já encontrou fotos antigas enquanto fazia uma arrumação e passou horas olhando para elas? Esse é um erro muito comum, que demonstra com clareza a necessidade de ter uma ordem correta de arrumação, que é planejada especificamente para ajudar você a aperfeiçoar sua capacidade de distinguir o que lhe traz alegria. Roupas são ideais para praticar essa técnica, enquanto fotografias e outros itens de valor sentimental são exemplos do que não deve ser tocado até que você tenha aperfeiçoado a técnica.

6. Pergunte a si mesmo se isso lhe traz alegria

O critério para decidir o que manter e o que descartar é concluir se o item traz ou não alegria. Enquanto decide, é importante tocar o objeto. Segure-o firme com as duas mãos, como se conversasse com ele. Preste muita atenção à maneira como seu corpo reage no momento em que você faz isso. Se algo lhe trouxer alegria, você sentirá uma leve emoção, como se as células de seu corpo estivessem acordando. Se não lhe trouxer alegria, no entanto, você perceberá seu corpo ficar mais pesado.

Lembre-se de que você não está escolhendo o que descartar, e sim o que manter. Guarde apenas o tipo de coisa que lhe dá felicidade. E, ao se desvencilhar daquilo que já não lhe satisfaz, não se esqueça de agradecer antes de se despedir. Ao se desapegar de coisas que faziam parte de sua vida com um sentimento de gratidão, você demonstra seu reconhecimento e o desejo de cuidar melhor de si mesmo.

LEIA MAIS

Marie Kondo

Sobre o autor

Marie Kondo

Obcecada por organização desde os 5 anos. Enquanto seus amigos brincavam de pique, ela ficava na sala de aula arrumando os livros nas estantes. A partir dos 15, começou a estudar o assunto a sério, o que fez com que se tornasse, mais tarde, um dos maiores expoentes na arte da arrumação. Atualmente, Marie é palestrante e consultora, e há uma lista de espera de três meses para quem deseja contratar seus serviços. Autora de vários livros sobre organização, ela aparece constantemente em programas de TV, e em 2019 sua série Ordem na casa  com Marie Kondo estreou na Netflix.

VER PERFIL COMPLETO

Veja no Blog da Sextante

Colocando ordem na casa: arrumação é qualidade de vida
AUTOAJUDA

Colocando ordem
na casa: arrumação é
qualidade de vida

Os números estão a favor de Marie Kondo, uma jovem autora japonesa cujo sorriso pintando o rosto é uma constante. Também pudera. Ao redor do mundo já foram vendidos mais de cinco milhões de exemplares de “A mágica da arrumação”, livro escrito por ela que promete colocar em ordem a casa e a vida de […]

LER MAIS

Outros títulos de Marie Kondo