Dieta dos casais - Sextante
Livro
Livro
SAÚDE E FAMÍLIA

Dieta dos casais

Dieta dos casais

PATRICIA DAVIDSON HAIAT
EDIÇÃO ECONÔMICA

Um plano completo para emagrecer a dois e com saúde

Um plano completo para emagrecer a dois e com saúde

“Meu encontro com a Patricia foi o complemento da minha relação com a saúde e o bem-estar. As dicas dela foram preciosas para mim.” – Giovanna Antonelli, atriz 

“A Patricia é mais que minha nutricionista; ela se tornou alguém por quem tenho carinho, respeito e confiança. Seu profissionalismo é indiscutível, e a atenção e a disponibilidade com que ela trata seus clientes fazem toda a diferença.”  Cleo Pires, atriz

 

Dizem que o amor engorda, mas é igualmente verdade que, quando um casal faz planos juntos para emagrecer e adotar hábitos saudáveis, a motivação é muito maior e eles alcançam resultados surpreendentes.

Munida de sua experiência clínica e das pesquisas mais recentes sobre alimentação, a nutricionista Patricia Davidson Haiat aceitou o desafio de montar um plano alimentar prático e acessível com base na Nutrição Funcional para ser feito a dois.

Levando em conta as diferentes necessidades nutricionais de homens e mulheres, e respeitando as particularidades hormonais e psicológicas de cada um, este livro oferece:

• um plano em três fases para emagrecer até 2 quilos por semana

• mais de 130 receitas fáceis e deliciosas para preparar e desfrutar a dois

• sugestões de alimentos funcionais indicados por gênero e faixa etária

• estratégias para integrar o programa à sua rotina

• depoimentos de casais que emagreceram juntos

Transformar o corpo e a relação com a comida fica bem mais fácil e sustentável em boa companhia. E os benefícios da Dieta dos Casais vão muito além da perda de medidas: mais saúde, disposição e cumplicidade para curtir a vida ao lado de quem você ama.

“Meu encontro com a Patricia foi o complemento da minha relação com a saúde e o bem-estar. As dicas dela foram preciosas para mim.” – Giovanna Antonelli, atriz 

“A Patricia é mais que minha nutricionista; ela se tornou alguém por quem tenho carinho, respeito e confiança. Seu profissionalismo é indiscutível, e a atenção e a disponibilidade com que ela trata seus clientes fazem toda a diferença.”  Cleo Pires, atriz

 

Dizem que o amor engorda, mas é igualmente verdade que, quando um casal faz planos juntos para emagrecer e adotar hábitos saudáveis, a motivação é muito maior e eles alcançam resultados surpreendentes.

Munida de sua experiência clínica e das pesquisas mais recentes sobre alimentação, a nutricionista Patricia Davidson Haiat aceitou o desafio de montar um plano alimentar prático e acessível com base na Nutrição Funcional para ser feito a dois.

Levando em conta as diferentes necessidades nutricionais de homens e mulheres, e respeitando as particularidades hormonais e psicológicas de cada um, este livro oferece:

• um plano em três fases para emagrecer até 2 quilos por semana

• mais de 130 receitas fáceis e deliciosas para preparar e desfrutar a dois

• sugestões de alimentos funcionais indicados por gênero e faixa etária

• estratégias para integrar o programa à sua rotina

• depoimentos de casais que emagreceram juntos

Transformar o corpo e a relação com a comida fica bem mais fácil e sustentável em boa companhia. E os benefícios da Dieta dos Casais vão muito além da perda de medidas: mais saúde, disposição e cumplicidade para curtir a vida ao lado de quem você ama.

Compre agora:

Compartilhe: Email
Ficha técnica
Lançamento 01/06/2016
Título original DIETA DOS CASAIS
Tradução
Formato 16 x 23 cm
Número de páginas 224
Peso 260 g
Acabamento BROCHURA
ISBN 978-85-431-0362-4
EAN 9788543103624
Preço R$ 49,90
Ficha técnica e-book
eISBN 9788543103396
Preço R$ 39,99
Lançamento 01/06/2016
Título original DIETA DOS CASAIS
Tradução
Formato 16 x 23 cm
Número de páginas 224
Peso 260 g
Acabamento BROCHURA
ISBN 978-85-431-0362-4
EAN 9788543103624
Preço R$ 49,90

E-book

eISBN 9788543103396
Preço R$ 39,99

Leia um trecho do livro

Introdução

Por que os casais engordam juntos e como podem emagrecer unidos

Muita gente diz que felicidade engorda. É claro que isso não é verdade! Mas não podemos negar que o início de um relacionamento é (literalmente) um prato cheio para exageros, sobretudo gastronômicos, que muitas vezes levam ao aumento do peso. É a fase dos intermináveis chopinhos com belisquetes e dos jantares especiais, com mil entradinhas, vinho, sobremesas…

O tempo passa, a lua de mel vai ficando para trás e as dificuldades usuais dos relacionamentos entram em cena: a rotina e a tensão do dia a dia, a preocupação com trabalho e despesas, a chegada dos filhos. Não faltam desculpas para o casal descuidar da alimentação. Seja por falta de tempo ou organização, seja por orçamento apertado ou mesmo pouca paciência, o jantar romântico vai dando lugar a algo improvisado devorado no sofá, em frente à televisão. A praticidade dos alimentos industrializados, carregados de substâncias tóxicas e calóricas, acaba afastando o casal dos ingredientes frescos e saudáveis. Além de engordar, a alimentação desregrada debilita o organismo, diminuindo a energia e deixando o casal mais suscetível ao estresse, à depressão e a diversos outros males.

No lugar da tal felicidade que engorda aparece uma insatisfação que muitas vezes é ilusoriamente compensada com… comida. E a gente sabe onde isso vai dar: naquele círculo vicioso infernal que a maioria das pessoas conhece bem. O peso aumenta, a autoestima despenca, a saúde sofre, a energia vai para o chão, o humor dá aquela piorada, a paciência vai para o espaço, começam as cobranças e alfinetadas, e, de repente, o relacionamento já não é mais o mesmo. Então, corre-se para a comida, em busca de conforto, o peso continua subindo e a saúde, piorando.

Infelizmente, cansei de receber no consultório tanto mulheres quanto homens que caíram nesse beco aparentemente sem saída. A boa notícia é que em algum momento eles reconheceram a importância de tomar as rédeas da saúde e reverter o quadro. A minha intenção com este livro é oferecer os mesmos recursos da Nutrição Funcional que ofereço a meus clientes, com o diferencial de que esse plano, testado em laboratório, foi feito para ser executado a dois e foi personalizado de acordo com a minha experiência.

Estudos indicam que pessoas que contam com o apoio de um amigo na hora de iniciar um programa de reeducação alimentar obtêm mais sucesso a longo prazo. E quem melhor para apoiar você do que o seu parceiro ou a sua parceira? Emagrecer a dois é muito mais fácil e prazeroso do que tentar embarcar nesse desafio sozinho. Juntos, vocês podem transformar maus hábitos em virtudes. Por exemplo, em vez de rebater um dia difícil com chocolate e novela, que tal uma caminhada juntos no fim da tarde, seguida do preparo de uma receita saudável pesquisada a dois em livros de culinária ou na internet?

Emagrecer juntos pode ser uma bela maneira de recuperar a cumplicidade que uniu o casal no começo da relação. Encarar a dois um planejamento estruturado para melhorar a saúde, resgatar a autoestima e trazer de volta o prazer da boa comida é uma ótima forma de reaproximar cônjuges ou namorados, valorizando o cuidado um com o outro e estimulando a dupla a caminhar de mãos dadas rumo a um futuro mais feliz. E mais saudável, claro.

Definir metas e planejar uma dieta juntos sempre produz uma motivação maior. O apoio da cara-metade ajuda muito nos momentos em que você tem vontade de desistir e trocar uma pedalada por um cheeseburger com batata frita. Com um objetivo comum, as decisões sobre o que comprar no supermercado, como preparar uma refeição saudável ou onde o casal vai jantar se tornam mais fáceis, e o desafio do emagrecimento fica menos penoso. O apoio mútuo ainda tem o benefício extra de fortalecer a relação, dando sabor especial às vitórias comuns, por menores que sejam.

Certo, parece muito fácil falar, não é? Se você faz parte do enorme grupo de pessoas que já tentaram várias dietas sem sucesso deve estar achando que tudo só é muito bonito na teoria. Mas como ficam os obstáculos do mundo real? Talvez você ache seu parceiro preguiçoso demais para encarar o desafio. Ou tema que a rotina e as preferências alimentares de vocês sejam tão desconectadas que um plano eficaz de dieta para os dois pareça inviável. É capaz de duvidar que algo que já é difícil a sós seja viável tendo que contar com a participação de outra pessoa. As dúvidas e os receios são muitos e são comuns.

Como nutricionista, acompanhei centenas de casais e conheço bem os desafios de perder peso em dupla. As mulheres tendem a pensar de um jeito, os homens reagem de outro, e cada um tem necessidades específicas. Tudo isso será abordado no próximo capítulo. A jornada para mudar hábitos e perder peso não é fácil, mas feita em dupla ela se torna bem mais prazerosa, pode acreditar. Cumprir o percurso a dois traz vantagens consideráveis e pode fazer dessa busca algo muito estimulante. Se ambos se comprometerem a perder peso e ganhar saúde, unir forças é a melhor estratégia. Compartilhar a meta do bem-estar com a pessoa amada só traz benefícios, para a cintura e para a relação. Mais que isso: a parceria nessa luta que parece tão difícil aumenta – e muito – as chances de sucesso a longo prazo, que é, afinal, o que todos querem. Esse resultado é comprovado em estudos e também na minha experiência de consultório.

Ao final de alguns capítulos, vocês encontrarão depoimentos de pessoas que fizeram a Dieta dos Casais. Ali conto um pouco sobre como foi a jornada de cada dupla, do ponto de vista da nutricionista, e eles mesmos falam sobre os obstáculos, as principais mudanças e as maiores conquistas, explicando como foi seguir o plano alimentar que proponho neste livro.

Para facilitar a adesão ao programa, incluo ainda várias receitas que ajudarão o casal a organizar sua rotina alimentar. São as receitas favoritas dos meus clientes, para todas as fases do programa – de águas aromatizadas a coxinhas fit, passando por shakes funcionais, sopas detox e até sobremesas deliciosas.

Este livro será a ferramenta para que vocês consigam emagrecer juntos de forma saudável e sustentável. Espero que você e seu parceiro estejam prontos para esse desafio e que me permitam servir de guia para essa transformação. Prometo que valerá a pena.

Nutrição Funcional – Uma fórmula personalizada para a saúde a longo prazo

Há um consenso de que para perder peso basta consumir menos calorias do que se gasta. No entanto, pesquisas recentes em nutrição e medicina sugerem que essa é uma maneira simplista e incompleta de se encarar a questão. Alimentar-se é muito mais do que uma simples equação, e a mesma dose de calorias pode ter efeitos diferentes no nosso organismo, dependendo da qualidade dos nutrientes envolvidos. Muito mais do que combustível, a comida afeta o corpo como um todo, do metabolismo ao humor, que, por sua vez, afeta nosso apetite. É preciso levar em consideração o valor nutricional dos alimentos, o poder de saciedade da refeição e os ingredientes (naturais e artificiais) que podem gerar alergias ou intolerâncias, além da individualidade de quem está comendo.

Na maioria dos casos, quem procura uma dieta tem como objetivo principal emagrecer. Mas, ao longo dos anos atendendo pacientes com esse objetivo, fui cada vez mais entendendo a importância de enxergar muito além da diminuição das medidas e do reencontro com aquela calça jeans da década passada. A estética é muito importante, e emagrecer ajuda a recuperar a autoestima e injeta ânimo em quem consegue alcançar essa meta, colaborando para um upgrade geral na vida da pessoa. Mas isso só vale se for sustentado a longo prazo. O programa proposto neste livro parte de um processo amplo, em que a perda de peso vem acompanhada de mais bem-estar, para que as novas rotinas durem a vida toda.

A Nutrição Funcional se baseia nas informações fisiológicas e bioquímicas do corpo humano, levando em conta a relação que existe entre todos os seus sistemas com os nutrientes. Parece complicado, mas na essência é bem simples: o trabalho da Nutrição Funcional é basicamente entender do que o seu corpo precisa e quais os alimentos que vão ajudar a mantê-lo saudável, afastando os que o prejudicam, com o objetivo de nutrir as células e proporcionar um maior bem-estar global.

Partindo do princípio de que cada ser humano é único, graças aos trilhões de células que compõem o nosso organismo, a Nutrição Funcional investiga as necessidades específicas de nutrientes de que essas células precisam para que o corpo funcione no seu mais alto potencial. Quando o organismo carece de nutrientes ou encontra-se intoxicado, vários sintomas se manifestam: depressão, enxaqueca, TPM, queda de cabelo, olheiras, celulite, excesso de peso, intestino preso, etc. Essa abordagem procura mapear os nutrientes especificamente benéficos ou prejudiciais ao paciente, direcionando sua alimentação num programa personalizado, buscando restaurar a comunicação saudável das células. Assim, a famosa frase “você é o que você come” dá lugar a “o que você come deve estar em sintonia com quem você é”.

O tratamento com um nutricionista funcional começa com uma consulta longa, e o profissional investiga os sintomas e as queixas, bem como o histórico do paciente e de seus parentes próximos. O período gestacional, a via de nascimento e a alimentação na primeira infância podem desencadear desequilíbrios que afetam a pessoa até a vida adulta. Tratamentos envolvendo antibióticos e outras drogas, bem como traumas emocionais, também podem impactar o organismo. Além dos dados clínicos, existem testes para detectar não só as intolerâncias alimentares, mas também os nutrientes, minerais e metais tóxicos presentes no corpo. Exames de sangue com mapeamento genético também ajudam a montar o quebra-cabeça, identificando alimentos adequados ou nocivos para cada pessoa. Essa investigação minuciosa é surpreendente, pois não imaginamos que itens que consumimos rotineiramente possam ser culpados por uma dor constante no joelho ou pela queda de cabelo.

A minha missão como nutricionista funcional é fazer com que as pessoas melhorem não somente a aparência física, mas o funcionamento do corpo como um todo. Como não tenho o histórico familiar de vocês nem os exames que peço aos clientes que me procuram na clínica, o plano que proponho aqui envolve, em primeiro lugar, um exercício de autoanálise, para que cada membro do casal reconheça suas necessidades tanto físicas quanto emocionais.

Na primeira parte, explico que homens e mulheres têm desafios diferentes, mostro como podem traçar metas juntos e como fazer pequenos ajustes no estilo de vida para facilitar a perda de peso. Sugiro que o casal dedique uma semana a essa leitura e que reflita antes de partir para a ação. Essa etapa é muito importante, pois é árduo embarcar numa mudança de hábitos, e quanto mais vocês se conhecerem, mais tranquilo será o processo.

O plano alimentar tem três fases e começa eliminando a proteína animal (de digestão mais difícil), os condimentos artificiais e o glúten. Nessa primeira semana, vocês se alimentarão com refeições deliciosas compostas por proteínas vegetais, fibras e boas gorduras, além de shakes e chás funcionais, feitos sob medida para cada membro do casal de acordo com sexo e idade. A meta desses primeiros sete dias é turbinar o organismo com uma injeção de nutrientes e alimentos que beneficiam o sistema digestivo, incentivando-o a eliminar toxinas e gorduras. No laboratório de casais conduzido durante a elaboração deste livro, registramos perdas de até 5 quilos na Fase 1.

Na segunda fase, as proteínas animais voltam, com moderação, mas o foco continua sendo em alimentos funcionais – aqueles que, além das funções nutricionais básicas, produzem efeitos metabólicos e/ou fisiológicos benéficos para o organismo –, de origem vegetal e boas fontes de gorduras e fibras. A duração dessa fase é variável, e vai até cada membro do casal atingir suas metas individuais – espera-se que a perda por pessoa seja de 1 a 2 quilos por semana.

A terceira fase, não menos importante que as anteriores, é a manutenção. Uma das vantagens do plano alimentar para casais é a sustentabilidade a longo prazo. Ou seja, não tem o risco do temido efeito sanfona. “Ah, mas todas as dietas prometem isso”, você deve estar pensando. Acontece que, com outras dietas, como a de redução calórica ou a de proteínas, a bioquímica do corpo não é alterada para melhor. Ou seja, uma vez que se volta aos velhos hábitos, o efeito é somente um: engordar.

Na Fase 3, a meta é se alimentar com mais consciência, priorizando alimentos ricos em nutrientes e evitando aqueles que causam mal-estar e contribuem para o ganho de peso. O resultado você sentirá dia após dia, não só na frente do espelho como também nos níveis de energia e no bom humor.

Com a alimentação baseada nos conceitos da Nutrição Funcional, o organismo como um todo melhora. Pense num carro consumindo gasolina comum e passando para a premium. Depois de se alimentar com o que há de melhor, esse novo corpo, mais esbelto e mais sadio, não vai querer voltar ao esquema anterior. Sempre que você chutar o balde, exagerando nas gorduras, na bebida ou nas guloseimas, seu corpo vai protestar. E esse será o maior estímulo para se manter na linha.

Além do mais, no final do plano, vocês dois terão adquirido novos hábitos: comprar alimentos juntos, planejar e preparar as refeições do dia a dia, jantar fora com consciência e, principalmente, se relacionar com a comida. Unidos nessa empreitada, ambos perceberão o grande valor da alimentação saudável e da boa forma – que afetará o humor, a autoestima e até a vida íntima do casal. É muito raro ver no consultório pessoas que voltam aos velhos hábitos depois de experimentarem os resultados da alimentação funcional, ainda mais quando tiveram companhia na mudança.

Por fim, vale ressaltar que o que estamos chamando aqui de “dieta” engloba um planejamento alimentar mais abrangente do que uma simples contagem de calorias que leva à redução do peso. A proposta aqui é causar uma mudança de hábitos mais eficiente e inteligente, com base nos alimentos funcionais e no que beneficia cada um de vocês especificamente. Os resultados vão muito além da perda de peso, e incluem melhoras em diversos sintomas e uma vida mais saudável como um todo.

Nos próximos capítulos, vou ajudar vocês a traçar objetivos, identificar problemas, organizar e planejar suas refeições e se defender das armadilhas que a vida a dois oferece para a boa forma. Também vou orientá-los a avaliar o desempenho da dieta, medindo o seu progresso e eventualmente alterando algo no percurso. E se alguém pensar em desistir, o apoio do parceiro vai ser fundamental para recuperar a motivação.

E então? Prontos para começar?

Introdução

Por que os casais engordam juntos e como podem emagrecer unidos

Muita gente diz que felicidade engorda. É claro que isso não é verdade! Mas não podemos negar que o início de um relacionamento é (literalmente) um prato cheio para exageros, sobretudo gastronômicos, que muitas vezes levam ao aumento do peso. É a fase dos intermináveis chopinhos com belisquetes e dos jantares especiais, com mil entradinhas, vinho, sobremesas…

O tempo passa, a lua de mel vai ficando para trás e as dificuldades usuais dos relacionamentos entram em cena: a rotina e a tensão do dia a dia, a preocupação com trabalho e despesas, a chegada dos filhos. Não faltam desculpas para o casal descuidar da alimentação. Seja por falta de tempo ou organização, seja por orçamento apertado ou mesmo pouca paciência, o jantar romântico vai dando lugar a algo improvisado devorado no sofá, em frente à televisão. A praticidade dos alimentos industrializados, carregados de substâncias tóxicas e calóricas, acaba afastando o casal dos ingredientes frescos e saudáveis. Além de engordar, a alimentação desregrada debilita o organismo, diminuindo a energia e deixando o casal mais suscetível ao estresse, à depressão e a diversos outros males.

No lugar da tal felicidade que engorda aparece uma insatisfação que muitas vezes é ilusoriamente compensada com… comida. E a gente sabe onde isso vai dar: naquele círculo vicioso infernal que a maioria das pessoas conhece bem. O peso aumenta, a autoestima despenca, a saúde sofre, a energia vai para o chão, o humor dá aquela piorada, a paciência vai para o espaço, começam as cobranças e alfinetadas, e, de repente, o relacionamento já não é mais o mesmo. Então, corre-se para a comida, em busca de conforto, o peso continua subindo e a saúde, piorando.

Infelizmente, cansei de receber no consultório tanto mulheres quanto homens que caíram nesse beco aparentemente sem saída. A boa notícia é que em algum momento eles reconheceram a importância de tomar as rédeas da saúde e reverter o quadro. A minha intenção com este livro é oferecer os mesmos recursos da Nutrição Funcional que ofereço a meus clientes, com o diferencial de que esse plano, testado em laboratório, foi feito para ser executado a dois e foi personalizado de acordo com a minha experiência.

Estudos indicam que pessoas que contam com o apoio de um amigo na hora de iniciar um programa de reeducação alimentar obtêm mais sucesso a longo prazo. E quem melhor para apoiar você do que o seu parceiro ou a sua parceira? Emagrecer a dois é muito mais fácil e prazeroso do que tentar embarcar nesse desafio sozinho. Juntos, vocês podem transformar maus hábitos em virtudes. Por exemplo, em vez de rebater um dia difícil com chocolate e novela, que tal uma caminhada juntos no fim da tarde, seguida do preparo de uma receita saudável pesquisada a dois em livros de culinária ou na internet?

Emagrecer juntos pode ser uma bela maneira de recuperar a cumplicidade que uniu o casal no começo da relação. Encarar a dois um planejamento estruturado para melhorar a saúde, resgatar a autoestima e trazer de volta o prazer da boa comida é uma ótima forma de reaproximar cônjuges ou namorados, valorizando o cuidado um com o outro e estimulando a dupla a caminhar de mãos dadas rumo a um futuro mais feliz. E mais saudável, claro.

Definir metas e planejar uma dieta juntos sempre produz uma motivação maior. O apoio da cara-metade ajuda muito nos momentos em que você tem vontade de desistir e trocar uma pedalada por um cheeseburger com batata frita. Com um objetivo comum, as decisões sobre o que comprar no supermercado, como preparar uma refeição saudável ou onde o casal vai jantar se tornam mais fáceis, e o desafio do emagrecimento fica menos penoso. O apoio mútuo ainda tem o benefício extra de fortalecer a relação, dando sabor especial às vitórias comuns, por menores que sejam.

Certo, parece muito fácil falar, não é? Se você faz parte do enorme grupo de pessoas que já tentaram várias dietas sem sucesso deve estar achando que tudo só é muito bonito na teoria. Mas como ficam os obstáculos do mundo real? Talvez você ache seu parceiro preguiçoso demais para encarar o desafio. Ou tema que a rotina e as preferências alimentares de vocês sejam tão desconectadas que um plano eficaz de dieta para os dois pareça inviável. É capaz de duvidar que algo que já é difícil a sós seja viável tendo que contar com a participação de outra pessoa. As dúvidas e os receios são muitos e são comuns.

Como nutricionista, acompanhei centenas de casais e conheço bem os desafios de perder peso em dupla. As mulheres tendem a pensar de um jeito, os homens reagem de outro, e cada um tem necessidades específicas. Tudo isso será abordado no próximo capítulo. A jornada para mudar hábitos e perder peso não é fácil, mas feita em dupla ela se torna bem mais prazerosa, pode acreditar. Cumprir o percurso a dois traz vantagens consideráveis e pode fazer dessa busca algo muito estimulante. Se ambos se comprometerem a perder peso e ganhar saúde, unir forças é a melhor estratégia. Compartilhar a meta do bem-estar com a pessoa amada só traz benefícios, para a cintura e para a relação. Mais que isso: a parceria nessa luta que parece tão difícil aumenta – e muito – as chances de sucesso a longo prazo, que é, afinal, o que todos querem. Esse resultado é comprovado em estudos e também na minha experiência de consultório.

Ao final de alguns capítulos, vocês encontrarão depoimentos de pessoas que fizeram a Dieta dos Casais. Ali conto um pouco sobre como foi a jornada de cada dupla, do ponto de vista da nutricionista, e eles mesmos falam sobre os obstáculos, as principais mudanças e as maiores conquistas, explicando como foi seguir o plano alimentar que proponho neste livro.

Para facilitar a adesão ao programa, incluo ainda várias receitas que ajudarão o casal a organizar sua rotina alimentar. São as receitas favoritas dos meus clientes, para todas as fases do programa – de águas aromatizadas a coxinhas fit, passando por shakes funcionais, sopas detox e até sobremesas deliciosas.

Este livro será a ferramenta para que vocês consigam emagrecer juntos de forma saudável e sustentável. Espero que você e seu parceiro estejam prontos para esse desafio e que me permitam servir de guia para essa transformação. Prometo que valerá a pena.

Nutrição Funcional – Uma fórmula personalizada para a saúde a longo prazo

Há um consenso de que para perder peso basta consumir menos calorias do que se gasta. No entanto, pesquisas recentes em nutrição e medicina sugerem que essa é uma maneira simplista e incompleta de se encarar a questão. Alimentar-se é muito mais do que uma simples equação, e a mesma dose de calorias pode ter efeitos diferentes no nosso organismo, dependendo da qualidade dos nutrientes envolvidos. Muito mais do que combustível, a comida afeta o corpo como um todo, do metabolismo ao humor, que, por sua vez, afeta nosso apetite. É preciso levar em consideração o valor nutricional dos alimentos, o poder de saciedade da refeição e os ingredientes (naturais e artificiais) que podem gerar alergias ou intolerâncias, além da individualidade de quem está comendo.

Na maioria dos casos, quem procura uma dieta tem como objetivo principal emagrecer. Mas, ao longo dos anos atendendo pacientes com esse objetivo, fui cada vez mais entendendo a importância de enxergar muito além da diminuição das medidas e do reencontro com aquela calça jeans da década passada. A estética é muito importante, e emagrecer ajuda a recuperar a autoestima e injeta ânimo em quem consegue alcançar essa meta, colaborando para um upgrade geral na vida da pessoa. Mas isso só vale se for sustentado a longo prazo. O programa proposto neste livro parte de um processo amplo, em que a perda de peso vem acompanhada de mais bem-estar, para que as novas rotinas durem a vida toda.

A Nutrição Funcional se baseia nas informações fisiológicas e bioquímicas do corpo humano, levando em conta a relação que existe entre todos os seus sistemas com os nutrientes. Parece complicado, mas na essência é bem simples: o trabalho da Nutrição Funcional é basicamente entender do que o seu corpo precisa e quais os alimentos que vão ajudar a mantê-lo saudável, afastando os que o prejudicam, com o objetivo de nutrir as células e proporcionar um maior bem-estar global.

Partindo do princípio de que cada ser humano é único, graças aos trilhões de células que compõem o nosso organismo, a Nutrição Funcional investiga as necessidades específicas de nutrientes de que essas células precisam para que o corpo funcione no seu mais alto potencial. Quando o organismo carece de nutrientes ou encontra-se intoxicado, vários sintomas se manifestam: depressão, enxaqueca, TPM, queda de cabelo, olheiras, celulite, excesso de peso, intestino preso, etc. Essa abordagem procura mapear os nutrientes especificamente benéficos ou prejudiciais ao paciente, direcionando sua alimentação num programa personalizado, buscando restaurar a comunicação saudável das células. Assim, a famosa frase “você é o que você come” dá lugar a “o que você come deve estar em sintonia com quem você é”.

O tratamento com um nutricionista funcional começa com uma consulta longa, e o profissional investiga os sintomas e as queixas, bem como o histórico do paciente e de seus parentes próximos. O período gestacional, a via de nascimento e a alimentação na primeira infância podem desencadear desequilíbrios que afetam a pessoa até a vida adulta. Tratamentos envolvendo antibióticos e outras drogas, bem como traumas emocionais, também podem impactar o organismo. Além dos dados clínicos, existem testes para detectar não só as intolerâncias alimentares, mas também os nutrientes, minerais e metais tóxicos presentes no corpo. Exames de sangue com mapeamento genético também ajudam a montar o quebra-cabeça, identificando alimentos adequados ou nocivos para cada pessoa. Essa investigação minuciosa é surpreendente, pois não imaginamos que itens que consumimos rotineiramente possam ser culpados por uma dor constante no joelho ou pela queda de cabelo.

A minha missão como nutricionista funcional é fazer com que as pessoas melhorem não somente a aparência física, mas o funcionamento do corpo como um todo. Como não tenho o histórico familiar de vocês nem os exames que peço aos clientes que me procuram na clínica, o plano que proponho aqui envolve, em primeiro lugar, um exercício de autoanálise, para que cada membro do casal reconheça suas necessidades tanto físicas quanto emocionais.

Na primeira parte, explico que homens e mulheres têm desafios diferentes, mostro como podem traçar metas juntos e como fazer pequenos ajustes no estilo de vida para facilitar a perda de peso. Sugiro que o casal dedique uma semana a essa leitura e que reflita antes de partir para a ação. Essa etapa é muito importante, pois é árduo embarcar numa mudança de hábitos, e quanto mais vocês se conhecerem, mais tranquilo será o processo.

O plano alimentar tem três fases e começa eliminando a proteína animal (de digestão mais difícil), os condimentos artificiais e o glúten. Nessa primeira semana, vocês se alimentarão com refeições deliciosas compostas por proteínas vegetais, fibras e boas gorduras, além de shakes e chás funcionais, feitos sob medida para cada membro do casal de acordo com sexo e idade. A meta desses primeiros sete dias é turbinar o organismo com uma injeção de nutrientes e alimentos que beneficiam o sistema digestivo, incentivando-o a eliminar toxinas e gorduras. No laboratório de casais conduzido durante a elaboração deste livro, registramos perdas de até 5 quilos na Fase 1.

Na segunda fase, as proteínas animais voltam, com moderação, mas o foco continua sendo em alimentos funcionais – aqueles que, além das funções nutricionais básicas, produzem efeitos metabólicos e/ou fisiológicos benéficos para o organismo –, de origem vegetal e boas fontes de gorduras e fibras. A duração dessa fase é variável, e vai até cada membro do casal atingir suas metas individuais – espera-se que a perda por pessoa seja de 1 a 2 quilos por semana.

A terceira fase, não menos importante que as anteriores, é a manutenção. Uma das vantagens do plano alimentar para casais é a sustentabilidade a longo prazo. Ou seja, não tem o risco do temido efeito sanfona. “Ah, mas todas as dietas prometem isso”, você deve estar pensando. Acontece que, com outras dietas, como a de redução calórica ou a de proteínas, a bioquímica do corpo não é alterada para melhor. Ou seja, uma vez que se volta aos velhos hábitos, o efeito é somente um: engordar.

Na Fase 3, a meta é se alimentar com mais consciência, priorizando alimentos ricos em nutrientes e evitando aqueles que causam mal-estar e contribuem para o ganho de peso. O resultado você sentirá dia após dia, não só na frente do espelho como também nos níveis de energia e no bom humor.

Com a alimentação baseada nos conceitos da Nutrição Funcional, o organismo como um todo melhora. Pense num carro consumindo gasolina comum e passando para a premium. Depois de se alimentar com o que há de melhor, esse novo corpo, mais esbelto e mais sadio, não vai querer voltar ao esquema anterior. Sempre que você chutar o balde, exagerando nas gorduras, na bebida ou nas guloseimas, seu corpo vai protestar. E esse será o maior estímulo para se manter na linha.

Além do mais, no final do plano, vocês dois terão adquirido novos hábitos: comprar alimentos juntos, planejar e preparar as refeições do dia a dia, jantar fora com consciência e, principalmente, se relacionar com a comida. Unidos nessa empreitada, ambos perceberão o grande valor da alimentação saudável e da boa forma – que afetará o humor, a autoestima e até a vida íntima do casal. É muito raro ver no consultório pessoas que voltam aos velhos hábitos depois de experimentarem os resultados da alimentação funcional, ainda mais quando tiveram companhia na mudança.

Por fim, vale ressaltar que o que estamos chamando aqui de “dieta” engloba um planejamento alimentar mais abrangente do que uma simples contagem de calorias que leva à redução do peso. A proposta aqui é causar uma mudança de hábitos mais eficiente e inteligente, com base nos alimentos funcionais e no que beneficia cada um de vocês especificamente. Os resultados vão muito além da perda de peso, e incluem melhoras em diversos sintomas e uma vida mais saudável como um todo.

Nos próximos capítulos, vou ajudar vocês a traçar objetivos, identificar problemas, organizar e planejar suas refeições e se defender das armadilhas que a vida a dois oferece para a boa forma. Também vou orientá-los a avaliar o desempenho da dieta, medindo o seu progresso e eventualmente alterando algo no percurso. E se alguém pensar em desistir, o apoio do parceiro vai ser fundamental para recuperar a motivação.

E então? Prontos para começar?

LEIA MAIS

Patricia Davidson Haiat

Sobre o autor

Patricia Davidson Haiat

Nutricionista com pós-graduação em Nutrição Clínica Funcional e Fitoterapia Funcional. Está fazendo cursos de especialização nos Estados Unidos em Medicina Nutricional e Metabólica e em Nutrição Esportiva. Primeira nutricionista funcional do Rio de Janeiro, é membro da The American Academy of Anti-aging Medicine, do The Institute for Functional Medicine e da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional. Possui duas clínicas de Nutrição Funcional, onde realiza atendimentos e atua como coordenadora científica da equipe de nutrição. Tem mais de 300 mil seguidores no Instagram e presta consultoria de alimentação e saúde para revistas femininas e programas de televisão.

VER PERFIL COMPLETO

Gosta da Editora Sextante?

Assine a nossa newsletter e receba as novidades.

Administração, negócios e economia
Autoajuda
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness
Biografias, crônicas e histórias reais
Lançamentos do mês
Mais vendidos
Audiolivros
Selecionar todas
Administração, negócios e economia Lançamentos do mês
Autoajuda Mais vendidos
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness Audiolivros
Biografias, crônicas e histórias reais Selecionar todas