Guia prático Me Poupe! - 33 dias para mudar sua vida financeira - Sextante
Livro
NEGÓCIOS

Guia prático Me Poupe! – 33 dias para mudar sua vida financeira

NATHALIA ARCURI

Método que tirou milhares de pessoas das dívidas.

Nathalia Arcuri, a criadora do Me Poupe!, maior canal de finanças do YouTube, com mais de 5,5 milhões de inscritos, e autora com mais de 500 mil livros vendidos, está de volta com um desafio. Vai encarar?

São 33 dias de tarefas diárias para você mudar sua vida financeira.

 

Não importa se você está no buraco ou se tem algum dinheiro sobrando, este guia prático oferece um método criado pela própria autora, testado e comprovado para que você retome o controle do seu dinheiro e entre na trilha do enriquecimento.

Misto de livro de atividades e diário das suas finanças, este guia vai ajudar você a se organizar, consumir com inteligência sem abrir mão do que é realmente importante, fazer renda extra, renegociar dívidas e investir.

Como num livro infinito, você poderá percorrer quantas vezes quiser o ciclo de riqueza de 33 dias que Nath propõe.

 

 

Compartilhe: Email
Ficha técnica
Lançamento 08/12/2020
Formato 16 x 23 cm
Número de páginas 176
Peso 350 g
Acabamento capa dura
ISBN 978-65-5564-097-7
EAN 9786555640977
Preço R$ 49,90
Lançamento 08/12/2020
Título original
Tradução
Formato 16 x 23 cm
Número de páginas 176
Peso 350 g
Acabamento capa dura
ISBN 978-65-5564-097-7
EAN 9786555640977
Preço R$ 49,90

Leia um trecho do livro

Introdução: Quem sou eu e por que fiz este guia prático

Ouço fogos de artifício? Alguém abriu um champanhe? Opa, não é nada disso, mas, para mim, é como se fosse só porque você chegou a este livro, a esta página, a este desafio que vai mudar a sua vida em 33 dias!

Ah, que festa da desfudência!

Não, isso não é autoajuda barata e, se eu uso essas expressões chulas, pode ter certeza que é por um bom motivo. Imagina que saco ter que botar a mão na massa e mexer na sua vida financeira com alguém que fala difícil no seu ouvido? Eu, hein! Pra quê?

Se tem uma coisa que eu descobri enquanto criava este método é que quanto mais divertido o processo, mais eficiente ele é. Então relaxe, aproveite e prepare-se para dar boas risadas da sua própria desgraça e das piadas ruins que eu vou fazer até o final da nossa jornada.

Isto aqui não é enrolação. Não é sonho nem miragem. É o mais completo, prático e comprovado método para tirar você do buraco ou te colocar direto na trilha do enriquecimento lícito.

Meu nome é Arcuri, Nathalia Arcuri. Sou fundadora e hoje CEO da Me Poupe!, que começou em 2015 com duas funcionárias – eu e uma colher de pau – e que cinco anos depois estava entre as 50 empresas mais lembradas pelos brasileiros durante a pandemia de coronavírus, à frente de gigantes como Google e XP Investimentos.

Se você me conhece, oi! E aí, tudo bem? Aguenta um pouquinho porque eu preciso me apresentar aos recém-chegados.

Tem gente que diz que sou autora best-seller (se não leu ainda, leia Me Poupe! 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso, publicado por esta mesma editora, a Sextante), influenciadora (a pesquisa Ipsos de 2019 apontou que eu sou a mulher mais influente do YouTube no Brasil – não sou pouca porcaria, não: sou o pote cheio), milionária (com certeza) por mérito e determinação, além de professora (dos meus alunos espalhados por todo o mundo – se você quiser fazer um dos meus cursos, acesse www.mepoupemais.com.br). Sou jornalista de formação e, desde criança, apaixonada por poupar e investir.

Com 7 anos, comecei a juntar dinheiro para comprar um carro quando fizesse 18. Com 18, ganhei o tal carro e usei o dinheiro que tinha poupado dos 7 aos 18 para fazer meu primeiro investimento e comprar meu apartamento à vista quando saísse da faculdade. Esse primeiro investimento da vida foi em previdência privada. Não era a melhor alternativa, mas isso eu só descobri depois, e nunca mais caí nessa armadilha. Caí em outras, claro, mas sempre tirei aprendizados e hoje compartilho todos para que você não cometa os mesmos erros que eu.

Com 23, comprei meu primeiro apartamento, à vista, com 15% de desconto depois de passar duas horas negociando. Perto dos 30, achei que podia transformar minha paixão em empreendimento e criei um blog chamado poupecomsara, que foi o embrião do Me Poupe!, uma plataforma gigantesca que, enquanto escrevo este guia, impacta 15 milhões de pessoas todos os meses.

Preste atenção: há mais de 5 milhões de inscritos no meu canal no YouTube. São pessoas em busca de orientação para organizar a vida financeira e que me ouvem falar – nem sempre com doçura – sobre dinheiro.

Como sabem todos os mepoupeiros, sim, eu acredito que às vezes tudo o que a gente precisa é de um chute na bunda para ir pra frente. Quero que este guia te empurre com os dois pés pra você alcançar seus objetivos mais rápido.

Ah, importante! Você pode estranhar o jeito natural como eu falo sobre os meus números, sobre o dinheiro que eu tenho e sobre algumas cifras ao longo deste manual. Se algum pensamento do tipo “Nossa, que arrogante!” passar pela sua cabeça, fique alerta: isso é sintoma de dinheirofobia. O primeiro capítulo do meu livro Me Poupe! 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso aborda justamente essa doença e o seu tratamento. Vá em busca da cura. A informação é o melhor remédio. Tanto lá quanto aqui você aprenderá a se livrar da mentalidade que impede o seu enriquecimento.

Poupando, negociando, fazendo escolhas mais inteligentes, deixando de gastar com taxas que eu não precisava pagar e com coisas que eu não precisava comprar, colocando o meu dinheiro para trabalhar cada vez mais por mim, conquistei minha independência financeira aos 33 anos, muito antes do que imaginei nos meus sonhos mais selvagens. Isso significa que hoje trabalho porque quero, não porque preciso. EU AMO o que faço porque não há dinheiro no mundo que pague um “Muito obrigado por ter mudado a minha vida, Nath”.

Eu vim de fábrica com um estranho chip que pouca gente tem. Por algum motivo, miro de forma certeira no que é mais importante e nada me faz desviar. Reconheço que nem todo mundo deixa de levar uma bota linda que viu no shopping porque pensa primeiro em quantos metros quadrados de piso cerâmico poderia comprar com aquele dinheiro (eu fiz essa conta na época da reforma do primeiro apartamento, que veio pelado na planta). Mas o tempo e a experiência me mostraram que qualquer pessoa pode cultivar um relacionamento sério e bem-sucedido com o dinheiro SEM ABRIR MÃO DE NADA. Este

livro vai ser a sua iniciação nesse mundo mágico.

De onde eu vim?

Sou filha de pai engenheiro e mãe dona de casa, a típica família de classe média. Nunca faltou nada em casa, mas também nunca sobrou. “Não tem dinheiro pra isso” sempre foi uma frase muito comum, e sou eternamente grata aos meus pais por isso. Se não fossem aqueles “Você não é todo mundo” ou “Não fez nada além da sua obrigação”, e a minha favorita, “Cresça e apareça”, eu não estaria fazendo este guia para você hoje. Meus pais cortaram um dobrado para dar conta de três filhas.

Fiz carreira como jornalista de televisão cobrindo todo tipo de acontecimento que você possa imaginar, mas economia nunca foi um tema que colocaram na minha mão. Em 2012, eu, que sempre fui “a nerd das finanças”, propus um quadro novo ao programa de TV em que eu trabalhava. A ideia era bem ousada: um reality show onde eu pegaria pessoas endividadas e as transformaria em investidoras em APENAS QUATRO SEMANAS.

Meu chefe na época AMOU a ideia. Amou tanto que deu para outra pessoa fazer…

Coisas da vida. Nessas horas você tem duas alternativas:

1. Colocar a culpa da sua frustração na “maldade
das pessoas”.

2. Enxugar as lágrimas e aprender com o tombo
que levou.

Eu só estou aqui porque escolhi a segunda opção e recomendo fortemente que você faça a mesma coisa caso aconteça, ou já tenha acontecido, algo parecido com você.

Em vez de ficar amaldiçoando o meu diretor, tentei entender por que convidaram o apresentador do programa para fazer o reality e não a mim, a criadora do projeto. A resposta foi reveladora: “Ele tem especialização em economia, você não.”

A partir daquele instante fui buscar mais conhecimento. E logo entendi que a economia tradicional não me daria as ferramentas necessárias para mudar a vida financeira de uma pessoa em quatro semanas. Já nas minhas pesquisas preliminares descobri que tinha um monte de economista endividado…

“Eita… então acho que esse não é o caminho”, pensei.

Eu sabia, por experiência própria, que números e planilhas não faziam milagre. Nunca tinha feito uma planilha na vida e, mesmo assim, era a única da minha família, da minha roda de amigos e do meu grupo de colegas que tinha MUITO dinheiro.

Parti em busca de respostas. Não era possível que eu fosse uma aberração. Tinha que existir uma explicação científica para aquela habilidade.

E adivinha só? Eu encontrei todas as respostas de que precisava – muitas das quais você vai encontrar neste guia.

Tudo aconteceu muito rápido desde então: transformei o blog em site, lancei um canal no YouTube para espalhar minhas descobertas de um jeito divertido, criei programa de rádio, podcast, lancei livro, desenvolvi um curso completo on-line, dei palestras e treinamentos por todo o país e, em 2019, finalmente coloquei no ar, em TV aberta, na Band, aquele reality que eu tinha criado em 2012. Assim que abri as inscrições, minha caixa de mensagens explodiu: foram mais de 3 mil pedidos em menos de quatro dias.

Foi difícil escolher apenas 12 entre tantas pessoas precisando de ajuda. Cada uma delas seguiu uma cartilha desenvolvida por mim e o processo foi acompanhado de perto por uma equipe de 120 pessoas. A série toda já teve mais de 3 milhões de visualizações e está no canal do Me Poupe! no YouTube, caso você queira ver com os próprios olhos o que aconteceu com meus 12 candidatos a desfudidos.

Tivemos uma baixa ao longo do processo, já que nem todo mundo está disposto a fazer o que é necessário para mudar, e 11 mudanças comprovadas. Em menos de quatro semanas, 92% dos participantes se tornaram investidores e, mesmo após o término das gravações, TODOS mantiveram a rotina de investimentos, renda extra e escolhas mais inteligentes.

Ao longo da produção do reality para a TV, ficou claro que eu estava desenhando um passo a passo que qualquer pessoa poderia usar para sair do endividamento, reorganizar a vida financeira e começar a investir. Essa constatação me deu aquele calorzinho no sovaco, sabe? Eu pressenti que poderia ajudar a desfuder mais gente além das pessoas que participaram do reality. Este livro que você tem nas mãos é o resultado dessa epifania.
“Ó musa dos investimentos milionários, que multiplica sua fortuna até em tempos de Selic miserável, não tem um plano de leitura, um manual de instruções para a gente seguir?”

Eita, calma! Tem, sim! Eu já ia chegar lá.

Modo de usar: Como extrair o melhor deste guia prático

Passo 1: Siga a mestre

O meu jeito de falar é divertido, mas o método que criei é muito sério, não subestime os seus efeitos.

Este livro traz instruções diárias que devem ser seguidas rigorosamente dentro do prazo estipulado. Leia o que está escrito na capa. Não são “28 dias para fazer as pazes com seu dinheiro” nem “329 dias para procrastinar e não sair do lugar”.

São 33 dias.

Então faça em 33.

Eu me comprometo a mostrar o caminho para a mudança, mas preciso de comprometimento da sua parte. Para que isso aconteça, quero combinar algumas coisas com você.

A primeira e mais elementar é: faça o que eu disser, na ordem proposta, e não dê jeitinhos.

“Você que pensa que eu vou seguir à risca esse negócio.”

Como eu disse algumas vezes para os participantes do reality: “Você fez do seu jeito a vida inteira e deu no que deu…”

Pense comigo: este desafio vai durar apenas 33 dias. Se nada acontecer, você volta para o seu jeito de cuidar do dinheiro e seguimos a vida, sem ressentimentos.

Temos um acordo?

(Se você continua aqui, vou considerar isso um SIM bem grandão.)

Aêêêêêêêêê!!!

Saiba que você acabou de passar no meu primeiro teste de estresse. É assim que a gente reconhece uma pessoa potencialmente rica. Se você ficou, tem muito mais chance de chegar ao final com muito mais dinheiro.

Este guia prático servirá também como um diário da sua vida financeira enquanto você estiver aqui comigo. Fiz tudo para facilitar o seu trabalho: criei tabelas e deixei espaços para você registrar seus gastos e renda extra. Inventei jogos e testes para fazer você rir quando parecer que está no inferno. E cada dia tem sempre um momento de reflexão para te ajudar a não desistir. Na página 169, há uma seção para outras notas que julgar importantes.

Passo 2: Faça apenas o que tem pra hoje

No início de cada atividade, você encontra um com a indicação do tempo necessário para realizá-la. Assim você poderá se programar em relação ao melhor horário para encarar o desafio. Espere o dia seguinte para fazer a próxima tarefa. Não pule etapas, a não ser que eu dê orientações nesse sentido. Pode acontecer, por exemplo, de você não ter dívidas (uhul!), e nesse caso eu vou dizer que você deve pular o dia de levantamento das dívidas.

Passo 3: Não minta pra você

Seja fiel aos dados, aos fatos e aos seus sentimentos. Se este guia é a boia para salvar você do mar turbulento do endividamento, de que adianta mentir? Eu sei que é ruim. Eu sei que dá medo. Eu sei que é muito mais agradável sair por aí e fazer mais uma parcelinha no cartão do que olhar o tamanho do buraco em que você se meteu. O sabotador que mora dentro de você está louquinho para que você fracasse. Mostre a ele que você pode mais. Segure na minha mão e vamos lá. Eu sei que dá certo. Encare com bravura o questionário de autoconhecimento financeiro que eu bolei. Vai ser bom pra você.

Passo 4: Pare agora de gastar com o que não é essencial

Se você está lendo estas linhas em uma quinta-feira pensando que amanhã vai sextar com os amigos no barzinho para se despedir da vida louca, pare agora. Não enfie o pé na jaca só porque sabe que tempos EXTREMOS virão. Não piore o que possivelmente já está complicado. Não cultive pensamentos do tipo: “O que é um peido pra quem já está cagado?”

A regra é: não piore as coisas pra você.

Passo 5: Dê adeus ao cartão de crédito. A todos eles. Até os de loja e de supermercado

Nada de cartão de crédito até concluir os 33 dias de tarefas deste guia. Faz parte do método usar apenas dinheiro em espécie e cartão de débito para movimentar a sua conta e pagar boletos, caso você não use o seu aplicativo do banco para fazer isso.

Passo 6: Anote tudo o que comprar

Se não precisar de nada pelos próximos dias, simplesmente não compre nada. Se tiver que comprar algo indispensável, anote.

 Passo 7: Olhe seu saldo diariamente a partir de hoje

E mantenha um controle rigoroso do que entra e do que sai – mas, lembre-se, só faça gastos absolutamente essenciais.

Passo 8: Compartilhe a sua experiência

Pode ser com um amigo, a sua irmã, uma colega de trabalho – qualquer pessoa de confiança e que você tenha certeza de que vai te incentivar a cumprir os 33 passos propostos neste guia. Xiiii, na sua família ninguém te apoia? Relaxa. Tem muita gente que passa pela mesma situação, e sabe onde essas pessoas encontram força para permanecer firmes no propósito?

Nas redes sociais!

Se você entrar agora no Instagram ou no Facebook e buscar a hashtag #GuiaPraticoMePoupe, vai encontrar centenas de pessoas que estão passando ou já passaram pela mesma experiência. Você pode ajudar muita gente compartilhando as suas dificuldades e pequenas vitórias nos próximos 33 dias.

Importante: para cumprir as tarefas, você vai precisar de dinheiro vivo – e para isso é preciso… dinheiro.

Vou te dar a real dos próximos dias. Vai ser assim:

Você olha para o que precisa pagar nas próximas semanas do guia e soma todos os boletos.

Checa no extrato se tem, ou terá, dinheiro para esses boletos e contas fixas até o vencimento. Exemplo: a conta de luz vence dia 9, seu salário cai dia 7 e hoje é dia 3. Se tiver o dinheiro, deixe-o reservado lá mesmo. Eu tenho planos para o excedente.

Se a soma dos boletos e das contas que chegarão for maior do que o total que você tem ou terá no dia do vencimento, você tem algumas alternativas:

• negociar o adiamento de alguma das contas (financiamentos, fatura do cartão, data de pagamento de contas em geral);

• levantar o necessário para o pagamento dos boletos fazendo renda extra imediatamente (calma que eu já explico);

• não pagar, que é a última opção e só pode ser usada no caso de boletos em que a multa por atraso for menor que a taxa de juros de um empréstimo. Cartões de crédito devem ser quitados 100%. Nunca pague o mínimo. Fazer isso vai acarretar juros exorbitantes e atrapalhar todo o plano. Se possível, atrase outras contas para quitar o cartão na íntegra sem precisar usar o cheque especial, que é outro vilão.

 “Nath, sinto te desapontar logo de cara, mas não tem nada no banco. Não vai rolar.”

Calma. Eu previ isso. Você não está só! Caso não tenha nada na conta, já vai pensando em maneiras de levantar uma grana. Sem isso, você vai enfrentar dificuldades nas próximas semanas.

Eu, se fosse você, começaria a fazer renda extra hoje.

“E o que vem a ser renda extra, minha rainha do método libertador dos bolsos?”

Renda extra é aquela grana que vai te dar o suporte para executar o nosso plano. Uma das participantes do reality escolheu vender alguns itens do guarda-roupa que estavam sem uso. Outra optou por vender salada de frutas no parque perto de casa. Em um caso mais grave, a participante teve que se desfazer do carro para sair das dívidas mais depressa. Talvez isso tenha que acontecer com você, mas não sofra por antecipação. Tudo vai rolar no tempo certo.

Este guia dedica um dia inteiro ao planejamento da renda extra. Se você está zerado, pode antecipar esta etapa para, tipo, agora, e ganhar um dia de folga lá na frente. O planejamento da renda extra é a tarefa do Dia 13.

O livro infinito

Outra belezura deste livro é que ele pode ser usado mais de uma vez pela mesma pessoa. Você pode repetir o percurso quantas vezes quiser e ele nunca vai ficar ultrapassado. Sabe por quê? Porque cada vez que você finalizar um ciclo de 33 dias vai encontrar lá na frente uma nova pessoa, uma nova versão de você, alguém com novos objetivos e uma vida financeira muito mais saudável – o que não significa que já esteja perfeita.

O ideal é que você pratique este ciclo até torná-lo um hábito. Quando sentir segurança, pode dar um tempo entre um ciclo e outro. Dessa maneira os resultados do ciclo anterior já terão aparecido e vai ficar mais fácil escolher os objetivos dos próximos 33 dias de desafio.

Vamos olhar para o futuro: sua vida financeira entrou nos eixos e, pela primeira vez, você se sente no comando da relação entre você e seu dinheiro, mas ainda tem algumas dívidas para quitar e metas e metinhas para cumprir. Pois comece de novo! Responda outra vez ao questionário de autoavaliação (você já vai perceber a primeira transformação mental!) e percorra novamente os 33 dias como se fosse a primeira vez. E sabe o que é melhor? Será uma experiência completamente diferente.

O que não esperar deste guia

Preste atenção porque isso é muito importante para o futuro do nosso relacionamento. Aqui só nos comprometemos com o que podemos entregar, certo?
Você não vai chegar ao seu primeiro milhão em 33 dias, a não ser que já esteja próximo disso ou que venda algum bem desse valor. Se a sua expectativa era ficar milionário ou milionária em prazo recorde, sem precisar trabalhar e se esforçar demais para isso, sinto muito. Autora errada.

Você também não vai virar o/a maior especialista em investimentos do país nem vai ser capaz de dar uma aula sobre o assunto.

Este guia foi feito para ser prático. Caso você queira se aprofundar no método por trás dele, recomendo que faça um dos meus cursos on-line:

Jornada da desfudência – pra você que quer sair da pindaíba e aprender a planejar sua vida financeira com um acompanhamento personalizado:
www.jornadadadesfudencia.com.br

Eu chefe de mim – pra você que é autônomo(a):
www.euchefedemim.com.br

Meu salário, minhas regras – pra você que é assalariado(a):
www.meusalariominhasregras.com.br

Minha carteira nº1 – pra você que quer dar o primeiro passo e montar sua carteira de investimentos em renda variável:
www.minhacarteiranumeroum.com.br

Ufa, agora tô mais tranquila. Nada de expectativas mal dimensionadas neste nosso início de relacionamento!

O que esperar deste guia

Controle absoluto sobre o dinheiro e muito mais autonomia sobre os seus impulsos.

Você pode esperar a melhor vida financeira que já teve. Isso eu posso garantir.

Você vai medir todo o progresso feito ao longo dos próximos 33 dias e vai comprovar o que eu estou “profetizando” agora.

E não, eu não tenho dons premonitórios. Só sei que o método funciona porque foi testado.

A partir de agora o futuro está nas suas mãos – e o dinheiro muito em breve estará também.

Hora de começar!

LEIA MAIS

Nathalia Arcuri

Sobre o autor

Nathalia Arcuri

NATHALIA ARCURi é jornalista, educadora e coach financeira. Aos 7 anos começou a poupar para comprar um carro quando fizesse 18. Com 23 comprou o primeiro apartamento à vista. Aos 30 pediu demissão do emprego de repórter de TV e montou o canal Me Poupe!, no YouTube, que já conta com mais de 5,5 milhões de inscritos e é pioneiro na criação do conceito de entretenimento financeiro. Aos 32 se tornou milionária e tem orgulho de dizer que, aos 35 anos, está perto de conquistar a independência financeira.

VER PERFIL COMPLETO

Outros títulos de Nathalia Arcuri

Assine a nossa Newsletter

Administração, negócios e economia
Autoajuda
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness
Biografias, crônicas e histórias reais
Lançamentos do mês
Mais vendidos
Audiolivros
Selecionar todas
Administração, negócios e economia Lançamentos do mês
Autoajuda Mais vendidos
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness Audiolivros
Biografias, crônicas e histórias reais Selecionar todas

Sobre o uso de cookie neste site: usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.