O que todo corpo fala - Sextante
Livro
Livro
CIÊNCIAS SOCIAIS
AUTOAJUDA

O que todo corpo fala

O que todo corpo fala

JOE NAVARRO E MARVIN KARLINS

Um ex-agente do FBI ensina como decodificar a linguagem corporal e ler as pessoas

Um ex-agente do FBI ensina como decodificar a linguagem corporal e ler as pessoas

 

Publicado em mais de 30 países, com mais de um milhão de exemplares vendidos.

“Quando se trata de comportamento humano, existem basicamente dois tipos de sinais: os verbais e os não verbais. Todos nós aprendemos a procurar e identificar os sinais verbais.

Você está prestes a possuir algo poderoso: conhecimentos que enriquecerão seus relacionamentos interpessoais pelo resto da vida.” – Joe Navarro

  

Considerado um dos maiores especialistas do mundo em linguagem corporal, o ex-agente do FBI Joe Navarro nos ensina a “ler” as pessoas e dominar os segredos da comunicação não verbal.

Você vai aprender a decodificar os sentimentos por trás de expressões faciais, identificar sinais contraditórios entre palavras e gestos, e perceber facilmente quando alguém está tentando esconder alguma coisa.

Com base em pesquisas científicas, casos reais e em sua própria experiência, Navarro revela também como usar a linguagem não verbal para persuadir as pessoas e influenciar o que elas pensam a seu respeito.

 

Você vai descobrir:

  • Os instintos ancestrais de sobrevivência que comandam a linguagem corporal
  • Por que o rosto é o lugar menos confiável do corpo
  • Simples comportamentos não verbais que geram confiança
  • Quais comportamentos transmitem autoconfiança e autoridade
  • O que dedos, pés e sobrancelhas podem revelar sobre a motivação de uma pessoa
  • Porque sinais de desconforto e estresse nem sempre indicam que alguém está mentindo

 

Publicado em mais de 30 países, com mais de um milhão de exemplares vendidos.

“Quando se trata de comportamento humano, existem basicamente dois tipos de sinais: os verbais e os não verbais. Todos nós aprendemos a procurar e identificar os sinais verbais.

Você está prestes a possuir algo poderoso: conhecimentos que enriquecerão seus relacionamentos interpessoais pelo resto da vida.” – Joe Navarro

  

Considerado um dos maiores especialistas do mundo em linguagem corporal, o ex-agente do FBI Joe Navarro nos ensina a “ler” as pessoas e dominar os segredos da comunicação não verbal.

Você vai aprender a decodificar os sentimentos por trás de expressões faciais, identificar sinais contraditórios entre palavras e gestos, e perceber facilmente quando alguém está tentando esconder alguma coisa.

Com base em pesquisas científicas, casos reais e em sua própria experiência, Navarro revela também como usar a linguagem não verbal para persuadir as pessoas e influenciar o que elas pensam a seu respeito.

 

Você vai descobrir:

  • Os instintos ancestrais de sobrevivência que comandam a linguagem corporal
  • Por que o rosto é o lugar menos confiável do corpo
  • Simples comportamentos não verbais que geram confiança
  • Quais comportamentos transmitem autoconfiança e autoridade
  • O que dedos, pés e sobrancelhas podem revelar sobre a motivação de uma pessoa
  • Porque sinais de desconforto e estresse nem sempre indicam que alguém está mentindo
Compartilhe: Email
Ficha técnica
Lançamento 24/02/2021
Título original What Every Body is Saying
Tradução Edson Furmankiewicz
Formato 16 x 23 cm
Número de páginas 240
Peso 270 g
Acabamento brochura
ISBN 978-85-431-0970-1
EAN 9788543109701
Preço R$ 39,90
Ficha técnica e-book
eISBN 978-85-431-0971-8
Preço R$ 24,99
Lançamento 24/02/2021
Título original What Every Body is Saying
Tradução Edson Furmankiewicz
Formato 16 x 23 cm
Número de páginas 240
Peso 270 g
Acabamento brochura
ISBN 978-85-431-0970-1
EAN 9788543109701
Preço R$ 39,90

E-book

eISBN 978-85-431-0971-8
Preço R$ 24,99

Leia um trecho do livro

PREFÁCIO À EDIÇÃO BRASILEIRA

Joe Navarro

Em 1984, visitei o Brasil pela primeira vez e fiquei fascinado. Sobrevoando o Rio, vendo as praias de Ipanema e Copacabana reluzentes e perfeitamente modeladas, vigiadas pela imponente estátua do Cristo, constatei que essa era de fato a Terra de Nosso Senhor. Mesmo antes de aterrissar, eu já sabia que era um lugar especial com um povo especial.

Quase 40 anos e muitas visitas depois, minha percepção não mudou. Visitei as cidades de Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Fortaleza, Natal, Recife, Olinda, Belém e Caruaru, só para citar algumas, onde fiz muitos amigos e das quais tenho muitas lembranças calorosas. A beleza da paisagem, as montanhas, os rios e as planícies, bem como a selva verdejante e as muitas praias convidativas estão gravadas para sempre em minha mente. O Brasil foi uma segunda casa para mim quando trabalhei na embaixada dos Estados Unidos em Brasília.

Mas o maior patrimônio do Brasil, além da terra de tantos frutos e tanta generosidade, são as pessoas. Nos lugares por que passei, todos que conheci se tornaram amigos. Com pessoas generosas, carinhosas, divertidas, atrevidas, sensuais, brincalhonas, que dançam alegremente e sempre buscam agradar, foi aqui que encontrei um lar para meus pensamentos e minhas aspirações.

Ao relembrar minha carreira como agente do FBI e depois como palestrante e pesquisador, sou grato por todas as experiências que tive no Brasil. Aprendi muito sobre a cultura, a história, as práticas e o povo brasileiro desde a fronteira com o Uruguai até a Guiana.

Confirmei a autenticidade de muitos dos comportamentos que examinei justamente porque eu estava no Brasil e estudando seu povo. Somente o que consegui validar em pelo menos dez países entrou no livro. Assim, quando vi pela primeira vez uma criança indígena ao longo do rio Negro posicionar as mãos em torre enquanto falava com orgulho de caçar os pequenos primatas da região, fiquei feliz – aqui havia mais um indivíduo com pouco contato com os europeus para confirmar minhas descobertas. Mais um comportamento que eu poderia confirmar como universal, não cultural.

Meus irmãos e irmãs brasileiros, devo a vocês muito do que aprendi sobre comunicações não verbais ao longo das décadas. E, embora eu me concentre em comportamentos universais, sem dúvida você vai achar útil entender como esse tipo de comunicação ocorre em casa e no trabalho.

Ao ler O que todo corpo fala, lembre-se de que foi aqui, nesta terra boa e generosa, que validei muitos comportamentos. Sendo assim, para você eu digo: muito obrigado. Obrigado por ler este livro, que é também uma homenagem ao alegre povo brasileiro.

 

PREFÁCIO

Eu vejo o que você está pensando

Marvin Karlins, Ph.D.

 

O homem se sentou com a postura ereta a uma extremidade da mesa, respondendo com cautela às perguntas do agente do FBI. Ele não era o principal suspeito do crime. Seu álibi era plausível e ele parecia sincero, mas o agente continuou pressionando. Com firmeza, fez uma série de perguntas sobre a arma do crime:

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado um revólver?”

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado uma faca?”

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado um picador de gelo?”

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado um martelo?”

 

Um dos objetos citados, o picador de gelo, havia sido usado no crime, mas essa informação não fora divulgada. Assim, apenas o assassino saberia qual era a verdadeira arma do crime. Enquanto citava as armas, o agente do FBI observava o suspeito atentamente. Quando o picador de gelo foi mencionado, o homem cerrou bem os olhos e permaneceu assim até o próximo objeto ser citado. O agente entendeu na hora o significado dos olhos fechados e, a partir daí, o suspeito “secundário” se tornou o principal foco da investigação. Posteriormente, ele confessou ser o assassino.

Ponto para Joe Navarro, um ser humano notável que, além de desmascarar o assassino do picador de gelo, também foi responsável por desvendar um grande número de crimes, inclusive alguns praticados por mestres da espionagem, em uma notável carreira de 25 anos no FBI. Como ele conseguiu fazer isso? Se você perguntasse a Joe, ele diria em voz baixa: “Devo isso à capacidade de ler pessoas.”

Joe passou toda a sua vida profissional estudando, se aperfeiçoando e aplicando a ciência das comunicações não verbais – expressões faciais, gestos, movimentos, distância do corpo, toques, postura e até roupas – para decifrar o que as pessoas pensam, como pretendem agir e se suas declarações são verdadeiras ou falsas. Isso não é uma boa notícia para criminosos, terroristas e espiões, que geralmente emitem sinais corporais não verbais (“pistas”) mais do que suficientes para tornar os próprios pensamentos e intenções transparentes e detectáveis.

Porém é uma notícia muito boa para você, leitor, porque o mesmo conhecimento não verbal que Joe usou para se tornar um importantíssimo “caçador de espiões”, “polígrafo humano” e instrutor do FBI será compartilhado com você para que consiga entender melhor os sentimentos, os pensamentos e as intenções das pessoas ao seu redor. Como renomado autor e educador, Joe vai lhe ensinar a observar o mundo como um especialista, detectando e decifrando os comportamentos não verbais das pessoas para poder interagir com mais sucesso. Esse conhecimento vai enriquecer tanto a sua vida pessoal como a profissional.

Muitos dos conhecimentos expostos neste livro não eram sequer reconhecidos pela comunidade científica em meados dos anos 1990. Somente por meio dos avanços recentes na tecnologia de varredura cerebral e de imagens neurais é que os cientistas conseguiram validar os comportamentos que Joe descreverá aqui. Com base nas últimas descobertas nas áreas de psicologia, neurobiologia, medicina, sociologia, criminologia, comunicação e antropologia – e em seus 25 anos de experiência usando comportamento não verbal em seu trabalho como agente especial do FBI –, Joe está excepcionalmente qualificado para ajudá-lo a entender as comunicações não verbais. A experiência dele é reconhecida em todo o mundo. Já foi entrevistado em programas como The Today Show, Fox News, Good Morning America, The Early Show e na BBC News, e também por publicações como The Washington Post, South China Morning Post e Psychology Today. Já realizou seminários para o FBI, a CIA e outros setores da comunidade de inteligência, além de prestar consultoria para instituições bancárias, seguradoras e grandes escritórios de advocacia nos Estados Unidos e no 11 exterior. Joe também ensina na Saint Leo University e já deu aulas em várias escolas de medicina nos Estados Unidos, onde seus conhecimentos ajudaram médicos a avaliar pacientes com mais rapidez e precisão. A combinação de habilidades acadêmicas e credenciais profissionais de Joe com sua análise magistral das comunicações não verbais na vida real em situações de alto risco o coloca na vanguarda do conhecimento no assunto.

Depois de trabalhar com Joe, assistir aos seus seminários e colocar suas ideias em prática na minha vida, acredito firmemente que o conteúdo das páginas a seguir vai contribuir para um grande avanço na nossa compreensão de todas as expressões humanas não verbais. Digo isso como um psicólogo experiente que se envolveu no projeto deste livro porque ficou empolgado com o trabalho pioneiro de Joe para reunir todo o conhecimento científico sobre as comunicações não verbais a fim de alcançar objetivos profissionais e sucesso pessoal.

Também fiquei impressionado com a abordagem cuidadosa e fundamentada de Joe. Por exemplo, embora observar comportamentos não verbais possibilite uma “leitura precisa” de muitos tipos de comportamento, ele nos alerta de que usar a linguagem corporal para detectar dissimulações é uma tarefa particularmente difícil e desafiadora. Isso é um argumento significativo – raramente reconhecido por leigos ou por profissionais de segurança – e serve como um lembrete importantíssimo e crucial para que você seja muito cuidadoso antes de avaliar a honestidade de uma pessoa com base apenas em sinais físicos.

Ao contrário de muitos outros livros sobre esse tema, as informações aqui apresentadas se baseiam em fatos científicos e descobertas comprovadas, e não em opiniões pessoais e especulações infundadas. Além disso, o livro destaca o que outros trabalhos geralmente ignoram: o papel fundamental desempenhado pelo sistema límbico do cérebro humano para entender e usar pistas não verbais de modo eficaz.

Não importa se está estudando comportamentos não verbais porque deseja ser bem-sucedido no trabalho ou simplesmente para ter um bom relacionamento com amigos e familiares, este livro foi escrito para você. Para dominar esse assunto, você terá que ler os capítulos a seguir de forma cuidadosa, além de se comprometer a dedicar tempo e energia para aprender e aplicar os ensinamentos de Joe em sua rotina.

Analisar pessoas de modo eficaz – aprender, decodificar e utilizar comportamentos não verbais para prever ações humanas – é uma tarefa que oferece amplas recompensas pelo esforço despendido. Portanto, com os pés no chão, vire esta página e prepare-se para aprender e observar os comportamentos não verbais importantíssimos que Joe ensinará. Logo você entenderá facilmente o que o corpo fala.

PREFÁCIO À EDIÇÃO BRASILEIRA

Joe Navarro

Em 1984, visitei o Brasil pela primeira vez e fiquei fascinado. Sobrevoando o Rio, vendo as praias de Ipanema e Copacabana reluzentes e perfeitamente modeladas, vigiadas pela imponente estátua do Cristo, constatei que essa era de fato a Terra de Nosso Senhor. Mesmo antes de aterrissar, eu já sabia que era um lugar especial com um povo especial.

Quase 40 anos e muitas visitas depois, minha percepção não mudou. Visitei as cidades de Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Fortaleza, Natal, Recife, Olinda, Belém e Caruaru, só para citar algumas, onde fiz muitos amigos e das quais tenho muitas lembranças calorosas. A beleza da paisagem, as montanhas, os rios e as planícies, bem como a selva verdejante e as muitas praias convidativas estão gravadas para sempre em minha mente. O Brasil foi uma segunda casa para mim quando trabalhei na embaixada dos Estados Unidos em Brasília.

Mas o maior patrimônio do Brasil, além da terra de tantos frutos e tanta generosidade, são as pessoas. Nos lugares por que passei, todos que conheci se tornaram amigos. Com pessoas generosas, carinhosas, divertidas, atrevidas, sensuais, brincalhonas, que dançam alegremente e sempre buscam agradar, foi aqui que encontrei um lar para meus pensamentos e minhas aspirações.

Ao relembrar minha carreira como agente do FBI e depois como palestrante e pesquisador, sou grato por todas as experiências que tive no Brasil. Aprendi muito sobre a cultura, a história, as práticas e o povo brasileiro desde a fronteira com o Uruguai até a Guiana.

Confirmei a autenticidade de muitos dos comportamentos que examinei justamente porque eu estava no Brasil e estudando seu povo. Somente o que consegui validar em pelo menos dez países entrou no livro. Assim, quando vi pela primeira vez uma criança indígena ao longo do rio Negro posicionar as mãos em torre enquanto falava com orgulho de caçar os pequenos primatas da região, fiquei feliz – aqui havia mais um indivíduo com pouco contato com os europeus para confirmar minhas descobertas. Mais um comportamento que eu poderia confirmar como universal, não cultural.

Meus irmãos e irmãs brasileiros, devo a vocês muito do que aprendi sobre comunicações não verbais ao longo das décadas. E, embora eu me concentre em comportamentos universais, sem dúvida você vai achar útil entender como esse tipo de comunicação ocorre em casa e no trabalho.

Ao ler O que todo corpo fala, lembre-se de que foi aqui, nesta terra boa e generosa, que validei muitos comportamentos. Sendo assim, para você eu digo: muito obrigado. Obrigado por ler este livro, que é também uma homenagem ao alegre povo brasileiro.

 

PREFÁCIO

Eu vejo o que você está pensando

Marvin Karlins, Ph.D.

 

O homem se sentou com a postura ereta a uma extremidade da mesa, respondendo com cautela às perguntas do agente do FBI. Ele não era o principal suspeito do crime. Seu álibi era plausível e ele parecia sincero, mas o agente continuou pressionando. Com firmeza, fez uma série de perguntas sobre a arma do crime:

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado um revólver?”

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado uma faca?”

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado um picador de gelo?”

“Se tivesse cometido esse crime, você teria usado um martelo?”

 

Um dos objetos citados, o picador de gelo, havia sido usado no crime, mas essa informação não fora divulgada. Assim, apenas o assassino saberia qual era a verdadeira arma do crime. Enquanto citava as armas, o agente do FBI observava o suspeito atentamente. Quando o picador de gelo foi mencionado, o homem cerrou bem os olhos e permaneceu assim até o próximo objeto ser citado. O agente entendeu na hora o significado dos olhos fechados e, a partir daí, o suspeito “secundário” se tornou o principal foco da investigação. Posteriormente, ele confessou ser o assassino.

Ponto para Joe Navarro, um ser humano notável que, além de desmascarar o assassino do picador de gelo, também foi responsável por desvendar um grande número de crimes, inclusive alguns praticados por mestres da espionagem, em uma notável carreira de 25 anos no FBI. Como ele conseguiu fazer isso? Se você perguntasse a Joe, ele diria em voz baixa: “Devo isso à capacidade de ler pessoas.”

Joe passou toda a sua vida profissional estudando, se aperfeiçoando e aplicando a ciência das comunicações não verbais – expressões faciais, gestos, movimentos, distância do corpo, toques, postura e até roupas – para decifrar o que as pessoas pensam, como pretendem agir e se suas declarações são verdadeiras ou falsas. Isso não é uma boa notícia para criminosos, terroristas e espiões, que geralmente emitem sinais corporais não verbais (“pistas”) mais do que suficientes para tornar os próprios pensamentos e intenções transparentes e detectáveis.

Porém é uma notícia muito boa para você, leitor, porque o mesmo conhecimento não verbal que Joe usou para se tornar um importantíssimo “caçador de espiões”, “polígrafo humano” e instrutor do FBI será compartilhado com você para que consiga entender melhor os sentimentos, os pensamentos e as intenções das pessoas ao seu redor. Como renomado autor e educador, Joe vai lhe ensinar a observar o mundo como um especialista, detectando e decifrando os comportamentos não verbais das pessoas para poder interagir com mais sucesso. Esse conhecimento vai enriquecer tanto a sua vida pessoal como a profissional.

Muitos dos conhecimentos expostos neste livro não eram sequer reconhecidos pela comunidade científica em meados dos anos 1990. Somente por meio dos avanços recentes na tecnologia de varredura cerebral e de imagens neurais é que os cientistas conseguiram validar os comportamentos que Joe descreverá aqui. Com base nas últimas descobertas nas áreas de psicologia, neurobiologia, medicina, sociologia, criminologia, comunicação e antropologia – e em seus 25 anos de experiência usando comportamento não verbal em seu trabalho como agente especial do FBI –, Joe está excepcionalmente qualificado para ajudá-lo a entender as comunicações não verbais. A experiência dele é reconhecida em todo o mundo. Já foi entrevistado em programas como The Today Show, Fox News, Good Morning America, The Early Show e na BBC News, e também por publicações como The Washington Post, South China Morning Post e Psychology Today. Já realizou seminários para o FBI, a CIA e outros setores da comunidade de inteligência, além de prestar consultoria para instituições bancárias, seguradoras e grandes escritórios de advocacia nos Estados Unidos e no 11 exterior. Joe também ensina na Saint Leo University e já deu aulas em várias escolas de medicina nos Estados Unidos, onde seus conhecimentos ajudaram médicos a avaliar pacientes com mais rapidez e precisão. A combinação de habilidades acadêmicas e credenciais profissionais de Joe com sua análise magistral das comunicações não verbais na vida real em situações de alto risco o coloca na vanguarda do conhecimento no assunto.

Depois de trabalhar com Joe, assistir aos seus seminários e colocar suas ideias em prática na minha vida, acredito firmemente que o conteúdo das páginas a seguir vai contribuir para um grande avanço na nossa compreensão de todas as expressões humanas não verbais. Digo isso como um psicólogo experiente que se envolveu no projeto deste livro porque ficou empolgado com o trabalho pioneiro de Joe para reunir todo o conhecimento científico sobre as comunicações não verbais a fim de alcançar objetivos profissionais e sucesso pessoal.

Também fiquei impressionado com a abordagem cuidadosa e fundamentada de Joe. Por exemplo, embora observar comportamentos não verbais possibilite uma “leitura precisa” de muitos tipos de comportamento, ele nos alerta de que usar a linguagem corporal para detectar dissimulações é uma tarefa particularmente difícil e desafiadora. Isso é um argumento significativo – raramente reconhecido por leigos ou por profissionais de segurança – e serve como um lembrete importantíssimo e crucial para que você seja muito cuidadoso antes de avaliar a honestidade de uma pessoa com base apenas em sinais físicos.

Ao contrário de muitos outros livros sobre esse tema, as informações aqui apresentadas se baseiam em fatos científicos e descobertas comprovadas, e não em opiniões pessoais e especulações infundadas. Além disso, o livro destaca o que outros trabalhos geralmente ignoram: o papel fundamental desempenhado pelo sistema límbico do cérebro humano para entender e usar pistas não verbais de modo eficaz.

Não importa se está estudando comportamentos não verbais porque deseja ser bem-sucedido no trabalho ou simplesmente para ter um bom relacionamento com amigos e familiares, este livro foi escrito para você. Para dominar esse assunto, você terá que ler os capítulos a seguir de forma cuidadosa, além de se comprometer a dedicar tempo e energia para aprender e aplicar os ensinamentos de Joe em sua rotina.

Analisar pessoas de modo eficaz – aprender, decodificar e utilizar comportamentos não verbais para prever ações humanas – é uma tarefa que oferece amplas recompensas pelo esforço despendido. Portanto, com os pés no chão, vire esta página e prepare-se para aprender e observar os comportamentos não verbais importantíssimos que Joe ensinará. Logo você entenderá facilmente o que o corpo fala.

LEIA MAIS

Joe Navarro

Sobre o autor

Joe Navarro

JOE NAVARRO foi agente de contrainteligência do FBI por 25 anos e supervisor especializado em comunicação não verbal. Dá palestras com frequência e presta auxílio ao FBI e a diversas universidades.

VER PERFIL COMPLETO

Marvin Karlins

Sobre o autor

Marvin Karlins

MARVIN KARLINS é Ph.D. em Psicologia pela Universidade de Princeton e professor de Administração na Universidade do Sul da Flórida.

VER PERFIL COMPLETO

Assine a nossa Newsletter

Administração, negócios e economia
Autoajuda
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness
Biografias, crônicas e histórias reais
Lançamentos do mês
Mais vendidos
Audiolivros
Selecionar todas
Administração, negócios e economia Lançamentos do mês
Autoajuda Mais vendidos
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness Audiolivros
Biografias, crônicas e histórias reais Selecionar todas

Sobre o uso de cookie neste site: usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.