As lições de “Salomão, o homem mais rico que já existiu”: diligência, esperança e amor ao próximo - Sextante
AUTOAJUDA

As lições de “Salomão, o homem mais rico que já existiu”: diligência, esperança e amor ao próximo

As lições de “Salomão, o homem mais rico que já existiu”: diligência, esperança e amor ao próximo

|

Compartilhe esse texto: Email
As lições de “Salomão, o homem mais rico que já existiu”: diligência, esperança e amor ao próximo

Livro se inspira nos provérbios bíblicos escritos por Salomão e mostra como os ensinamentos contidos naqueles textos têm valor inestimável e atemporal

Steven K. Scott se baseou em ensinamentos bíblicos para escrever Salomão, o homem mais rico que já existiu. Como o título destaca, é a trajetória deste personagem do Livro dos Provérbios, do Antigo Testamento, que sustenta as lições e os conselhos contidos na obra.

Para quem não está familiarizado com a narrativa cristã, vale a lembrança: Salomão nasceu por volta de 974 a.C. e foi coroado rei de Israel aos 12 anos. Diante de Deus e da chance de conquistar qualquer coisa, pediu sabedoria para governar seu povo. “Deus disse que, por ele não ter pedido riquezas, bens, honras e vitórias sobre os inimigos, lhe seriam concedidos mais bens, sabedoria, conhecimento, riquezas e honra do que a qualquer rei do passado ou do futuro. A promessa foi cumprida”, contextualiza Scott.

O escritor frisa o que torna a trajetória de Salomão tão especial, funcionando como um modelo de comportamento a ser seguido: “Assim como existem leis invisíveis que regem o universo físico, Salomão revela ‘leis de conduta’ que regem de forma invisível todos os aspectos da vida”. O livro, portanto, recorda essas leis, compreendidas como estratégias de vida, e defende que, a despeito dos séculos vencidos, elas ainda são capazes de transformações profundas e podem nos levar à conquista de sonhos que pareciam impossíveis.

Abaixo, você descobre algumas das ideias de Salomão. É um brevíssimo panorama do conteúdo distribuído ao longo das mais de 150 páginas do livro.

Diligência

A diligência foi uma das estratégia mais importantes usadas pelo então rei, explica Scott.

O autor propõe uma definição dessa palavra forjada à luz das ideias do Livro dos Provérbios. Segundo Scott, trata-se de uma habilidade adquirida que combina persistência criativa, esforço inteligente, planejado e executado de forma honesta e sem atrasos, com competência e eficácia, de modo a alcançar um resultado com alto nível de excelência. Para Salomão, “os planos do diligente levam à vantagem certa” (Provérbios 21:5), sendo essa apenas um dos benefícios de quem consegue lapidar seu comportamento. Ter controle da situação, experimentar uma satisfação genuína, ganhar respeito dos poderosos, satisfazer as necessidades, obter sucesso e riqueza são outras consequências de ser diligente.

A grande pedra no caminho da diligência é a preguiça, que, segundo Salomão, possui quatro raízes: egoísmo, presunção (arrogância), ignorância e irresponsabilidade. Por outro lado, esquivando-se da preguiça, é possível seguir etapas para conquistar a diligência – todas baseadas em citações de Salomão no Livro dos Provérbios. São espécies de pré-requisitos: acordar para a realidade; definir suas visões (sim, pois é é impossível ser diligente se você não tem uma visão clara de onde quer chegar); criar parcerias eficientes; e perseguir sabedoria. Sobre a última ação, Scott recorda as palavras do então rei de Israel: “Melhor do que o ouro é adquirir sabedoria, e adquirir discernimento é melhor do que a prata” (Provérbios 16:16).

Esperança

Mais uma vez tendo as lições do Antigo Testamento como inspiração, Scott define esperança como uma crença bem fundamentada e segura de que uma visão será concretizada ou realizada dentro de uma quantidade específica de tempo. Assim, para Salomão, a esperança é algo muito mais tangível e poderoso que o desejo. É um elemento tão potente que à medida em que se dá um passo em direção a um objetivo, mais esperança é produzida para ajudar no passo seguinte. “A esperança verdadeira se torna o combustível que o mantém seguindo em frente a caminho da realização total de sua visão”, sintetiza o autor.

Salomão ensina que “a esperança adiada deixa doente o coração, mas o desejo realizado é como a árvore da vida” (Provérbios 13:12). Daí o valor de assumir e cumprir compromissos, manter certa cadência diligente na busca por aquilo que se quer. É preciso ter cuidado com o outro, especialmente quando uma decisão interfere na esperança plantada em outra pessoa. Chefes que adiam a esperança de seus funcionários ao negar uma promoção antes prometida é um exemplo. Assim como os parceiros que adiam as esperanças num relacionamento, como acontece quando um casamento acordado é constantemente rechaçado, sem grandes explicações. Adiamentos do tipo podem criar constantes ciclos de rancor.

“Se o seu coração ficou doente diante de uma esperança adiada, você precisa fazer tudo ao seu alcance para curá-lo”, sustenta Scott, reforçando que uma visão clara e precisa dos seus sonhos trará um novo nível de satisfação para sua vida.

Comunicação

A importância de saber comunicar com eficiência e persuasão é outro tópico destacado por Scott em Salomão, o homem mais rico que já existiu. Como escrito no Livro dos Provérbios, “o coração do sábio torna sua boca sensata e seus lábios, ferramentas de persuasão” (16:23). A comunicação eficaz, o autor prossegue, é chave imprescindível para o êxito profissional e familiar. Ela envolve aspectos distintos, como palavras, tom de voz, gestos, expressões faciais, humor e tempo, além de elementos não verbais que ajudam a transmitir o que queremos dizer.

Ao destacar outra frase de Provérbios – “a resposta branda aplaca a ira, a palavra ferina atiça a cólera” (15:1) -, Scott ressalta como o controle emocional faz a diferença na hora de se comunicar: “Usar a raiva para atacar a raiva só intensifica os danos. Mas podemos dar um banho de água fria na nossa raiva, ou na do outro, simplesmente usando palavras gentis, um tom de voz brando e um modo de falar delicado”.

Entre as lições de Salomão, reconhecer o impacto de certas palavras na vida de outras pessoas é urgente. É você quem escolhe sobre qual caminho deseja que sua comunicação siga, se vai apaziguar ou atiçar. Salomão explica que “há aqueles cuja fala é como uma espada cortante; mas a língua do sábio é um bálsamo” (Provérbios 12:18). Os sábios utilizam a comunicação para trazer cura e saúde aos demais. “Elogios, palavras afetuosas, incentivo e compreensão são capazes de penetrar na mente de uma pessoa e curar sua alma”, conclui Scott.

Este post foi escrito por:

Filipe Isensee

Filipe é jornalista, especialista em jornalismo cultural e mestrando do curso de Cinema e Audiovisual da UFF. Nasceu em Salvador, foi criado em Belo Horizonte e há oito anos mora no Rio de Janeiro, onde passou pelas redações dos jornais Extra e O Globo. Gosta de escrever: roteiros, dramaturgias, outras prosas e alguns poucos versos estão em seu radar.

Este post foi escrito por:

Filipe Isensee

Filipe é jornalista, especialista em jornalismo cultural e mestrando do curso de Cinema e Audiovisual da UFF. Nasceu em Salvador, foi criado em Belo Horizonte e há oito anos mora no Rio de Janeiro, onde passou pelas redações dos jornais Extra e O Globo. Gosta de escrever: roteiros, dramaturgias, outras prosas e alguns poucos versos estão em seu radar.

Tags: AUTOAJUDA
Livro

Steven K. Scott

Steven K. Scott, escritor, produtor, diretor e empresário de marketing, é um dos fundadores da American Telecast Corporation, uma organização poderosa e multimilionária. É palestrante na área de realização pessoal e profissional e autor de diversos livros, entre eles Salomão, o homem mais rico que já existiu, Jesus, o homem mais sábio que já existiu e As mais belas palavras de todos os tempos.

VER PERFIL COMPLETO
Livro

MAIS DE 250 MIL LIVROS VENDIDOS NO BRASIL. A sabedoria da Bíblia para uma vida plena e bem-sucedida.   Salomão nasceu por volta de 974 a.C. e foi coroado rei de Israel com apenas 12 anos de idade   Segundo o Antigo Testamento, Deus apareceu para ele e ofereceu dar-lhe o que quisesse, mas o […]

Steven K. Scott

Steven K. Scott, escritor, produtor, diretor e empresário de marketing, é um dos fundadores da American Telecast Corporation, uma organização poderosa e multimilionária. É palestrante na área de realização pessoal e profissional e autor de diversos livros, entre eles Salomão, o homem mais rico que já existiu, Jesus, o homem mais sábio que já existiu e As mais belas palavras de todos os tempos.

VER PERFIL COMPLETO

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts Relacionados