Força para vencer - Sextante
Livro
Livro
AUTOAJUDA

Força para vencer

Força para vencer

ALEX DIAS RIBEIRO

Histórias de superação para ajudar você a viver melhor

Histórias de superação para ajudar você a viver melhor

“Este é um livro de histórias alegres, histórias tristes, histórias dramáticas, histórias incríveis, mas, acima de tudo, histórias reais em seus personagens e situações.” – Alex Dias Ribeiro

 

Uma menina de rua que se tornou tricampeã mundial de karatê. Um recordista de cartões vermelhos premiado como o jogador mais leal do mundo. Um campeão de Fórmula 1 perdido na mata com o filho pequeno após um acidente aéreo.

Um futebolista que perdeu a perna mas encontrou um novo sentido. Um nadador que nasceu sem as mãos e um pé e conquistou 61 medalhas de ouro. Um time que fugiu do gramado para não ser linchado pela torcida enfurecida.

Mesmo que você nunca tenha passado por situações como essas, as histórias deste livro vão ajudá-lo a lidar melhor com obstáculos do caminho e a buscar o que cada um desses personagens encontrou: força para vencer.

Apresentando a trajetória de dezenas de atletas, das mais variadas modalidades esportivas, o ex-piloto de Fórmula 1 Alex Dias Ribeiro compartilha as lições aprendidas por eles – muitas vezes a duras penas – na corrida pelo sucesso e pela realização pessoal.

São histórias emocionantes de vitórias, derrotas, dificuldades e superação. Exemplos reais de pessoas que descobriram na fé o apoio de que precisavam para dar a volta por cima e vencer os desafios do grande jogo da vida.

“Este é um livro de histórias alegres, histórias tristes, histórias dramáticas, histórias incríveis, mas, acima de tudo, histórias reais em seus personagens e situações.” – Alex Dias Ribeiro

 

Uma menina de rua que se tornou tricampeã mundial de karatê. Um recordista de cartões vermelhos premiado como o jogador mais leal do mundo. Um campeão de Fórmula 1 perdido na mata com o filho pequeno após um acidente aéreo.

Um futebolista que perdeu a perna mas encontrou um novo sentido. Um nadador que nasceu sem as mãos e um pé e conquistou 61 medalhas de ouro. Um time que fugiu do gramado para não ser linchado pela torcida enfurecida.

Mesmo que você nunca tenha passado por situações como essas, as histórias deste livro vão ajudá-lo a lidar melhor com obstáculos do caminho e a buscar o que cada um desses personagens encontrou: força para vencer.

Apresentando a trajetória de dezenas de atletas, das mais variadas modalidades esportivas, o ex-piloto de Fórmula 1 Alex Dias Ribeiro compartilha as lições aprendidas por eles – muitas vezes a duras penas – na corrida pelo sucesso e pela realização pessoal.

São histórias emocionantes de vitórias, derrotas, dificuldades e superação. Exemplos reais de pessoas que descobriram na fé o apoio de que precisavam para dar a volta por cima e vencer os desafios do grande jogo da vida.

Compartilhe: Email
Ficha técnica
Lançamento 25/08/2016
Título original FORÇA PARA VENCER
Tradução
Formato 14 x 21 cm
Número de páginas 240
Peso 300 g
Acabamento BROCHURA
ISBN 978-85-431-0401-0
EAN 9788543104010
Preço R$ 29,90
Conteúdos especiais
Lançamento 25/08/2016
Título original FORÇA PARA VENCER
Tradução
Formato 14 x 21 cm
Número de páginas 240
Peso 300 g
Acabamento BROCHURA
ISBN 978-85-431-0401-0
EAN 9788543104010
Preço R$ 29,90

Leia um trecho do livro

O prazo de validade da vida humana é muito curto. Em poucos anos fecham-se as cortinas do espetáculo de nossa existência e nós voamos…

“Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios”, suplicava Moisés tentando tornar sua existência mais proveitosa.

Não nascemos sabendo tudo.

Muito do que somos hoje aprendemos com nossos pais, até o dia em que achamos que já temos conhecimento suficiente. É aí que mora o perigo.

Alguém já disse que o povo que não aprende com sua história está fadado a cometer os mesmos erros. Quem não aproveita o legado de seus antecessores está condenado a perder o rumo dos caminhos traçados por eles e a desperdiçar a vida tentando reinventar a roda e as rodovias para traçar o próprio destino pelo método de tentativa e erro.

Não há nada de novo debaixo do sol:

Os medíocres aprendem com as próprias experiências.

Os sábios aprendem com suas experiências e com as dos outros.

Os tolos não aprendem nem com as suas nem com as dos outros.

Mas visitar o passado só tem sentido se nele encontrarmos pistas que nos ajudem a redirecionar nosso futuro para dias melhores – aqui e na eternidade.

A intenção deste livro é fornecer as pistas deixadas pelos atletas que aprenderam na panela de pressão do esporte de alta performance, em que experiências de anos e décadas são vividas em minutos e frações de segundo.

Os personagens aqui apresentados não são perfeitos nem infalíveis, mas concordaram em compartilhar suas histórias na esperança de que elas possam ajudá-lo a montar o quebra-cabeça de sua existência para que você também encontre a força para vencer na própria vida.

Parte 1

OS ANOS DOURADOS

Mergulhar no passado só tem sentido se encontrarmos nele as pistas que nos levem a redirecionar o futuro para dias melhores.

Era uma vez um país subdesenvolvido conhecido como Gigante Adormecido por sua enorme extensão geográfica e abundância de recursos naturais, suficientes para suprir quase o mundo inteiro de água, comida e oxigênio.

Um dia, ainda em minha infância, o gigante acordou. Assustado e meio cambaleante de sono, desandou a fazer tanta besteira que levou o mundo a concluir e decretar: O Brasil não é um país sério.

Mas o mundo teve que se curvar ao perceber quão enganado estava em sua avaliação quando o assunto era esporte. E esse foi o pontapé inicial do chamado Milagre Brasileiro.

Futebol, Pelé, JK, Brasília, etc. e tal
A Taça do Mundo é nossa
Com brasileiro não há quem possa.
Ganhou a Copa do Mundo
Sambando com a bola no pé!

Ao som dessa marchinha carnavalesca, subimos de país subdesenvolvido para sexta potência mundial em apenas 50 anos, impulsionados pelo otimismo e pelo orgulho de ser brasileiro na conquista de cinco Copas do Mundo e oito Campeonatos Mundiais de Fórmula 1– além de vários títulos no vôlei, no basquete, no atletismo e em tantos outros esportes. Uma aceleração vertiginosa!

Na virada de 1994 para 1995, com o real valendo mais que o dólar, o brasileiro estava com mais grana no bolso e mais comida na mesa, o Brasil tinha o povo mais alegre e otimista do planeta, segundo pesquisa do jornal O Globo.

Mas nem tudo foi obra do entusiasmo e do acaso. O brasileiro era também campeão em jogar com o coração na ponta da chuteira – não só no gramado, mas também na construção, na fábrica, na lavoura, no mercado de trabalho e, acima de tudo, na fé. O país tinha a maior população católica do mundo e o maior índice de crescimento evangélico em todo o planeta.

Nunca antes na história deste país o ditado “Deus é brasileiro” foi tão apropriado. É sobre isso que trata o livro que você tem em mãos. Ele reúne histórias alegres, histórias tristes, histórias dramáticas, histórias incríveis, mas, acima de tudo, histórias de personagens e situações reais.

A maioria delas aconteceu no fim do século 20 e chegou a nós por meio de cartas, relatos, reportagens ou testemunhos de pessoas reais que se relacionam com um Deus real. Vários capítulos foram publicados no jornal Atletas de Cristo; outros, na revista Placar; e alguns depoimentos nunca chegaram ao conhecimento do público.

A primeira edição deste livro, intitulada Atletas de Cristo: as fascinantes histórias dos atletas que estão aprendendo a vencer na vida, foi publicada logo depois da conquista do tetracampeonato na Copa do Mundo de Futebol de 1994, nos Estados Unidos. A festa de lançamento contou com a presença de seus personagens e atletas vitoriosos, teve grande cobertura jornalística, e o livro ganhou o prêmio ABEC de Melhor Biografia do ano.

Nesta nova edição, mantivemos todos os textos, dados, datas e fichas técnicas da versão original, para que o leitor possa compará-los com o capítulo 30, no qual nossos heróis do passado emergem 25 anos depois, revelando como as lições que eles estavam aprendendo passaram pelo teste do tempo. E acrescentamos as histórias de Ayrton Senna, Taffarel, Ciça Maia, Emerson Fittipaldi e Daniel Dias.

Acreditamos que vale a pena deixar um legado para as próximas gerações, levando a você um pouco do que aprendemos ao longo de nossa caminhada na força daquele que criou o universo e o mantém funcionando para que vivamos em harmonia com o único que pode nos proporcionar a vida plena e abundante – não só aqui mas por toda a eternidade.

Por isso resolvemos reeditar este livro contando as fascinantes histórias dos atletas que seguem vencendo no jogo da vida mesmo depois que o brilho de suas carreiras se tornou menos intenso.

Qual é a moral da história? Descubra você mesmo.

Boa leitura!

Alex Dias Ribeiro

O prazo de validade da vida humana é muito curto. Em poucos anos fecham-se as cortinas do espetáculo de nossa existência e nós voamos…

“Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios”, suplicava Moisés tentando tornar sua existência mais proveitosa.

Não nascemos sabendo tudo.

Muito do que somos hoje aprendemos com nossos pais, até o dia em que achamos que já temos conhecimento suficiente. É aí que mora o perigo.

Alguém já disse que o povo que não aprende com sua história está fadado a cometer os mesmos erros. Quem não aproveita o legado de seus antecessores está condenado a perder o rumo dos caminhos traçados por eles e a desperdiçar a vida tentando reinventar a roda e as rodovias para traçar o próprio destino pelo método de tentativa e erro.

Não há nada de novo debaixo do sol:

Os medíocres aprendem com as próprias experiências.

Os sábios aprendem com suas experiências e com as dos outros.

Os tolos não aprendem nem com as suas nem com as dos outros.

Mas visitar o passado só tem sentido se nele encontrarmos pistas que nos ajudem a redirecionar nosso futuro para dias melhores – aqui e na eternidade.

A intenção deste livro é fornecer as pistas deixadas pelos atletas que aprenderam na panela de pressão do esporte de alta performance, em que experiências de anos e décadas são vividas em minutos e frações de segundo.

Os personagens aqui apresentados não são perfeitos nem infalíveis, mas concordaram em compartilhar suas histórias na esperança de que elas possam ajudá-lo a montar o quebra-cabeça de sua existência para que você também encontre a força para vencer na própria vida.

Parte 1

OS ANOS DOURADOS

Mergulhar no passado só tem sentido se encontrarmos nele as pistas que nos levem a redirecionar o futuro para dias melhores.

Era uma vez um país subdesenvolvido conhecido como Gigante Adormecido por sua enorme extensão geográfica e abundância de recursos naturais, suficientes para suprir quase o mundo inteiro de água, comida e oxigênio.

Um dia, ainda em minha infância, o gigante acordou. Assustado e meio cambaleante de sono, desandou a fazer tanta besteira que levou o mundo a concluir e decretar: O Brasil não é um país sério.

Mas o mundo teve que se curvar ao perceber quão enganado estava em sua avaliação quando o assunto era esporte. E esse foi o pontapé inicial do chamado Milagre Brasileiro.

Futebol, Pelé, JK, Brasília, etc. e tal
A Taça do Mundo é nossa
Com brasileiro não há quem possa.
Ganhou a Copa do Mundo
Sambando com a bola no pé!

Ao som dessa marchinha carnavalesca, subimos de país subdesenvolvido para sexta potência mundial em apenas 50 anos, impulsionados pelo otimismo e pelo orgulho de ser brasileiro na conquista de cinco Copas do Mundo e oito Campeonatos Mundiais de Fórmula 1– além de vários títulos no vôlei, no basquete, no atletismo e em tantos outros esportes. Uma aceleração vertiginosa!

Na virada de 1994 para 1995, com o real valendo mais que o dólar, o brasileiro estava com mais grana no bolso e mais comida na mesa, o Brasil tinha o povo mais alegre e otimista do planeta, segundo pesquisa do jornal O Globo.

Mas nem tudo foi obra do entusiasmo e do acaso. O brasileiro era também campeão em jogar com o coração na ponta da chuteira – não só no gramado, mas também na construção, na fábrica, na lavoura, no mercado de trabalho e, acima de tudo, na fé. O país tinha a maior população católica do mundo e o maior índice de crescimento evangélico em todo o planeta.

Nunca antes na história deste país o ditado “Deus é brasileiro” foi tão apropriado. É sobre isso que trata o livro que você tem em mãos. Ele reúne histórias alegres, histórias tristes, histórias dramáticas, histórias incríveis, mas, acima de tudo, histórias de personagens e situações reais.

A maioria delas aconteceu no fim do século 20 e chegou a nós por meio de cartas, relatos, reportagens ou testemunhos de pessoas reais que se relacionam com um Deus real. Vários capítulos foram publicados no jornal Atletas de Cristo; outros, na revista Placar; e alguns depoimentos nunca chegaram ao conhecimento do público.

A primeira edição deste livro, intitulada Atletas de Cristo: as fascinantes histórias dos atletas que estão aprendendo a vencer na vida, foi publicada logo depois da conquista do tetracampeonato na Copa do Mundo de Futebol de 1994, nos Estados Unidos. A festa de lançamento contou com a presença de seus personagens e atletas vitoriosos, teve grande cobertura jornalística, e o livro ganhou o prêmio ABEC de Melhor Biografia do ano.

Nesta nova edição, mantivemos todos os textos, dados, datas e fichas técnicas da versão original, para que o leitor possa compará-los com o capítulo 30, no qual nossos heróis do passado emergem 25 anos depois, revelando como as lições que eles estavam aprendendo passaram pelo teste do tempo. E acrescentamos as histórias de Ayrton Senna, Taffarel, Ciça Maia, Emerson Fittipaldi e Daniel Dias.

Acreditamos que vale a pena deixar um legado para as próximas gerações, levando a você um pouco do que aprendemos ao longo de nossa caminhada na força daquele que criou o universo e o mantém funcionando para que vivamos em harmonia com o único que pode nos proporcionar a vida plena e abundante – não só aqui mas por toda a eternidade.

Por isso resolvemos reeditar este livro contando as fascinantes histórias dos atletas que seguem vencendo no jogo da vida mesmo depois que o brilho de suas carreiras se tornou menos intenso.

Qual é a moral da história? Descubra você mesmo.

Boa leitura!

Alex Dias Ribeiro

LEIA MAIS

Alex Dias Ribeiro

Sobre o autor

Alex Dias Ribeiro

Foi um dos principais pilotos brasileiros da Fórmula 1 na década de 1970. Sua oficina em Brasília foi o solo fértil de onde brotaram os talentos de Nelson Piquet e Roberto Pupo Moreno. Fora das pistas, atuou como empresário, radialista, comentarista esportivo, palestrante, mentor, capelão e dirigente das Organizações Atletas de Cristo e da Internacional Sports Coalision, onde teve uma influência positiva na vida de milhares de atletas de várias modalidades. Como capelão, participou dos Jogos Olímpicos de Seul, Atenas, Pequim e Londres, e das Copas do Mundo de 1990, 1994, 1998, 2002 e 2006, apoiando os atletas de Cristo da Seleção Brasileira. Muitas dessas experiências foram registradas em seus cinco livros anteriores.

VER PERFIL COMPLETO

Assine a nossa Newsletter

Administração, negócios e economia
Autoajuda
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness
Biografias, crônicas e histórias reais
Lançamentos do mês
Mais vendidos
Audiolivros
Selecionar todas
Administração, negócios e economia Lançamentos do mês
Autoajuda Mais vendidos
Bem-estar, espiritualidade e mindfulness Audiolivros
Biografias, crônicas e histórias reais Selecionar todas